quarta-feira, novembro 09, 2016

Seriously?!!

Acordei ainda não eram cinco da manhã, como já é habitual acordar a meio da noite só porque sim, e agarrei logo o telemóvel para confirmar que Hillary estaria à frente das eleições. E caiu-me tudo quando vejo todas as notícias a indicarem Trump como o provável próximo presidente dos Estados Unidos. Já nem consegui dormir mais, a ler tudo o que era notícia sobre o assunto.

Opá, eu até percebo, era um dilema complicado de se resolver, à primeira vista. Mas era só mesmo à primeira vista e só com um olho aberto. 

O truque aqui não era escolher o melhor. Era escolher o mal maior e votar no outro. Nada que saber. 

E mesmo assim, vão votar no mal maior, no megalómano, intolerante, machista (como mulher, não percebo como haja mulheres a votarem nele), chauvinista, racista, homofóbico, no extremista que ofende tudo e todos - uma coisa é ser politicamente incorrecto, outra coisa é ser ofensivo, arruaceiro, parolo - que põe em causa os direitos humanos mais básicos, e sem qualquer experiência política...
Agora dizem que Hillary também é má, e eu concordo, mas nada deve ser tãoooo má do que ter um homem cujo discurso em tudo se assemelha ao de Hittler mas com acesso a códigos a armas nucleares. E dedos tão nervosos que até a sua equipa de campanha eleitoral teve de tomar medidas para ele não escrever nada no twitter nos últimos dias. Medo. Bela merda que foram arranjar.





segunda-feira, novembro 07, 2016

We'll always have Paris III

À tarde do segundo dia fomos à Torre Eiffel, subimos até ao segundo patamar, eu ia morrendo de vertigens, Sr. Gambuzino ia morrendo no elevador, eu, Sr. Gambuzino e os meus pais íamos todos morrendo de frio. Mas valeu muito a pena. A vista é qualquer coisa de deslumbrante.

Depois fizemos uma tour num daqueles autocarros hop on, hop off, onde saímos para ver Notre Dame e comer um crepe (maravilhoso!!!, o meu era de nutella) e após isto seguimos para os Champs-Élysées e ao Arco do Triunfo.


































Place de la Concorde

Champs-Élysées


Arco do Triunfo
A loja de Louis Vuitton



quinta-feira, novembro 03, 2016

Armada em espertinha

Depois de anos e anos e anos sem falar francês, a lembrando-me apenas o básico dos básicos, entro numa loja de souvenirs e vou para a caixa para pagar dois desenhos.
Senhor da loja: Bon jour!
Eu, armada em espertinha: Bon jour! Ça va bien?
Senhor: Ça va bien, merci! Et toi?
Eu: Oui, merci!
Senhor: blue blue blue blue blue? (blá blá blá blá blá com pronúncia francesa)
Eu:

Senhor faz gesto com as mãos e dá a entender que estava a perguntar se eu queria que ele enrolasse os desenhos.

Eu: oh... yes, please... thanks... goodbye!

We'll always have Paris II

No segundo dia fomos a Les Invalides, ao Museu de Guerra e ao túmulo de Napoleão Bonaparte.


Armaduras e armas
















Túmulo de Napoleão. Na foto não dá para ter uma ideia real da coisa, mas o túmulo era assim para além do gigante. Tipo, super, hiper, mega gigante




As grandes guerras