quinta-feira, fevereiro 24, 2011

Esta senhora merece uns açoites bem dados!

A Isabel Stilwell escreveu para o Destaque o seguinte:

"Felizmente, os números indicam que a maioria dos licenciados não tem vontade nenhuma de andar por aí a cantarolar esta música [música dos Deolinda], pela simples razão de que ganham duas vezes mais do que a média, e 80% mais do que quem tem o ensino secundário ou um curso profissional."

O que até se percebe, digo eu, visto que aqueles malandros (eu incluída) que andaram na faculdade a estudar, a queimar pestanas, a fazer directas noites e noites seguidas, muitos deles estudando e trabalhando ao mesmo tempo, merecem ter alguma vantagem monetária daqueles que não quiseram estudar mais... Mas isto sou eu. Claro está, se isto fosse verdade. Como jornalista ou lá o que está senhora diz ser, devia rever melhor os dados, porque há muita gente sem curso nenhum a ganhar muito mais do que um licenciado. Como, por exemplo, na câmara de Oeiras, há-de haver uma alminha com o 12º ano que ganha o DOBRO daquilo que eu ganho, que tenho uma licenciatura (de 5 anos, antes da reforma de bolonha) - e sei disto porque eu candidatei-me a uma vaga neste mesmo local, e não fui seleccionada logo na primeira fase por, segundo a cartinha que me enviaram, ser licenciada. Habilitações a mais. Giro não é?

"Só falta imaginarem que os recibos verdes e os contratos a termo foram criados especificamente para os escravizar [....]"... Mas mas mas... esta senhora droga-se?! Quer misturar recibos verdes com contratos a termo?! Sei de muita gente a recibos verdes que daria o seu dedo mindinho da mão esquerda para ter um contrato a termo. E porque será?! Porque mais de metade daquilo que ganham vai para o estado. Se isto não é escravatura (física, emocional, psicológica), não sei o que é.

Para quem queira ler esta alarvidade na íntegra e totalmente:
http://www.destak.pt/opiniao/87876-a-parva-da-geracao-parva

2 comentários:

  1. também li a crónica dessa senhora (não muito lady) e tenho a dizer que perdeu um leitor (antigamente lia no jornal gratuito).

    ResponderEliminar
  2. Isso Patricia, boicote à senhora não muito lady

    ResponderEliminar

Gambuzinem