sexta-feira, abril 29, 2011

É chuva, é vento

é relâmpago, é trovão.

É uma neura do camandro!

Tanto dinheirinho que esta gente tem,

e não sabe onde gastá-lo! Mas... o que é isto?!

o vestido compensa a burqa.



Gosto! Acho que o meu foi mais bonito, mas este não está mal!

Kate

todo o Médio Oriente deve estar muito orgulhoso por levares Burqa...

Do casamento real

não sabiam alcatroar aquele pátio do Guards Memorial?!

Muito pouco chique.

Love Me More

Tenho o orgulho de apresentar a Loja Love Me More, da minha prima, que é hoje inaugurada em Lagos. Estive durante os últimos tempos a trabalhar para a sua identidade gráfica, e posso dizer que tem sido um projecto diferente e muito sensual!

A “Love Me More - ideias sensuais” é um espaço inédito em Portugal que visa desafiar-nos para uma vida cheia de amor e um amor cheio de vida.

A tentadora proposta vem facultar à sociedade algarvia um espaço diferente, discreto e cheio de sensualidade onde se pode encontrar lingerie, workshops de massagens eróticas, reuniões de tuppersex, cosmética erótica, e "brinquedos", entre muitos outros.

 Assim, a "Love Me More" pretende contribuir para vidas amorosas e sexuais mais plenas. 
De certeza que vai ter um enorme sucesso! 

quinta-feira, abril 28, 2011

Viagem à Madeira














































Depois de lá estar, percebe-se porque é que gostam tanto do Alberto João Jardim. Pode ser fácil governar com dinheiro de fora, mas ao menos é lá investido... ao contrário daqui, no Continente.

quarta-feira, abril 27, 2011

Ironia das ironias

o meu gambuzino odiar de andar de avião e ir-se enfiar numa família - a minha - de aviadores.

A isto se chama Amor *

O meu pai

é um paizão! Adora a família, completamente doido pelos filhos e apaixonadíssimo pela minha mãe, mesmo depois de 40 anos de casados. É das pessoas mais activas que conheço, completamente workaholic, e um autêntico lutador. Deve ter tantas vidas quanto um gato. Completamente transparente: quando está zangado com alguma coisa, não disfarça, mas também quando está bem-disposto, é gargalhada atrás de gargalhada.

E hoje é o seu dia de aniversário. Parabéns ao meu pai, que é um paizão!

De volta da Madeira

só posso dizer: UAU!!!!!!!

Adorei, adorei, adorei!

sexta-feira, abril 22, 2011

Nunca me embebedei.

Adormeço sempre antes de chegar a esse ponto.

(Esclarecimento: não sou pessoa de beber muito. Simplesmente, o pouco que bebo, dá-me sono).

Gambuzina e gambuzino a gambuzinar

algures por aqui, neste fim-de-semana.



















Boa Páscoa a todos!

quinta-feira, abril 21, 2011

Mau, senhor dos céus,

és burrinho, ou fazes-te?!

Quando eu pedi a tarde livre, era para todos aqui do estaminé.

Não só para o patrão!

Mas olha-me lá homem dos céus:

custava-te muito?

Custava?!

Hás-de ter muitos amigos assim!


Vai lá comer chocolates e folares, não te preocupes comigo. Lá vou eu ficar a trabalhar a tarde toda!

Requerimento ao Senhor dos Céus

Deus, eu sei que nós, eu e tu, não temos a melhor das relações. Eu tenho algumas dúvidas acerca do teu trabalhinho aqui na Terra. Acho que és um preconceituoso, tens mais afilhados que filhos, que passas muito tempo a dormitar, e és um Paizinho desleixado - deixares que sacrificassem o teu filho preferido pelo bem da humanidade tem que se lhe diga! E tens um péssimo feitio quando te zangas: ora é terramotos, ora é tsunamis, ora furações, vulcões em fúria... E de vez em quando aparecem algumas criaturas de Deus muito pouco simpáticas, a quem não soubeste dar a mínima das educações, como o Hitler, o Estaline, o Mao, o Bush, o José Sócrates... Meu, onde é que tinhas a cabeça quando criaste estas personagens?

E essa coisa do livre-arbítrio é coisa à tuga: mais uma desculpa que arranjaste para te veres livre de certas responsabilidades.

Portanto, isto é assim: eu farto-me de trabalhar. Não me estou a queixar, ainda bem que tenho trabalho que neste país trabalho é coisa que escassa. Mas se os teus filhos funcionários públicos que não mexem uma palha a não ser para fazer a marmita aquando das festoralas que fazem quando há greve, têm direito à tarde de quinta-feira SANTA, vê lá se dás uma luzinha à entidade patronal cá do sítio e tratas de te redimir um pouco de todas as asneiras que tens feito, e tratas todos por igual. Tarde livre, pode ser?! Só hoje.

Muito obrigada!

quarta-feira, abril 20, 2011

Volta M., volta, estás perdoada!

E quando pensava que não podia haver pior cliente que a M, ela é substituída pelo Sovacão.

O Sovacão, para além de cheirar mal, é o cliente mais chato, mais imbecil e idiota que um designer gráfico pode ter.

Para já, tem a mania de conspurcar as propostas enviadas ao fazer experiências no paint. E no fim diz: "fiz isto, está muito melhor!" - quando na verdade está bem pior - "Agora façam vocês, minhas lontras do photoshop!"
Depois: homem, acerta com o slogan! É chatinho quando se tem que mudar 5038 mil vezes as peças todas por inteiro porque não te decides quanto ao slogan.
Por fim: se queres alguma alteração, pede antes de dizeres que o trabalho pode ser fechado e enviado à gráfica.

Cappicce?

terça-feira, abril 19, 2011

Best friends

You, my beautiful little dress, and me! 


Obrigada Gambuzino! Aqui a gambuzina gosta muito!!!

P.s: o vestido é da Asos. Cheira-me que este é o início de uma longa relação!

Fome

Ontem à noite soube de um certo supermercado em Cascais que foi assaltado. Levaram comida. Carne, leite, arroz e afins.

Não maltrataram ninguém, não levaram dinheiro, nem vandalizaram nada. Roubaram para comer, para não passaram (provavelmente, ainda mais) fome. E chegámos a este ponto.

Sinceramente gostava de ver certas pessoas a serem punidas por chegarmos a este ponto. Sim, é verdade que há muita gente que não sabe estimar e poupar o dinheiro, é verdade que há muita gente a viver acima das suas possibilidades. Mas ninguém tem culpa da má gestão dos últimos anos. Ninguém tem culpa por aprovarem o TVG, aeroportos, auto-estradas, pontes. Ninguém tem culpa de, no dia em que aumentaram os impostos, o governo renovar a frota de automóveis com outros, mais novos, melhores e mais caros. Ninguém tem culpa pela quantidade absurda de instituições públicas criadas só para darem emprego aos amigos. Ninguém tem culpa por ainda existem empresas públicas como a TAP e a RTP que só dão prejuízo. Ninguém tem culpa por o ordenado médio dos gestores públicos ser o dobro do ordenado médio dos gestores públicos da UE.

Ao fim ao cabo, ninguém tem culpa que haja cada vez mais gente em Portugal a passar fome.
Ninguém, porque cá neste país, a culpa morre sempre sozinha.

segunda-feira, abril 18, 2011

Ai como eu gostava...

que fossem 18h30 de quinta-feira. Mesmo.

domingo, abril 17, 2011

Indicações de que se está a ficar mais velha

- Ir ao cabeleireiro mês-sim-mês-não porque se tem um mar de cabelos brancos e mesmo assim haver uns cabelos resistentes que insistem em não mudar de cor.

- Fazer franja porque se tem uma rugazinha mesmo no meio da testa.

- Ir para a esplanada de uma discoteca porque "lá dentro, a música está muito alta".

São altas, são lindas, são da Parfois

e são minhas!

sexta-feira, abril 15, 2011

O povo português é ninfomaníaco:

com um primeiro-ministro a f*de-lo à grande todos os dias, a toda a hora, a todo minuto, há 6 anos. E ainda gostam dele.

The sweetest thing...

... is you baby!*

quarta-feira, abril 13, 2011

Um dia calminho...

Eu devia desconfiar sempre que a entidade patronal diz que o dia vai ser "só" para aquela campanha, ou para aquela marca, ou para aquela peça... Nunca é, e é sempre dos piores dias, com mais trabalho, com mil e uma coisas diferentes para se fazer, todos eles ao mesmo tempo.

Se há coisinha que me tira do sério

é ouvir/ler que a oposição é a culpada disto ter chegado onde chegou.

Então, e de quem é a culpa por todas as trafulhices, má gestão, corrupção acrescida, desemprego, etc de há 6 anos para cá?! Ou a oposição conseguiu, numa única semana, levar o país à crise?!

terça-feira, abril 12, 2011

Nota mental:

para a próxima que for (tentar) correr, não esquecer do inalador para a falta de ar. Pode ser que não comece a ficar com a visão turva, com a garganta bem apertadinha, e a arfar mais que um bulldog em final de vida.

O que se ouve por aí:

numa loja conhecida ouvi estas sábias palavras, proferidas por uma adolescente:

- íiiiaaaa! Olha-ma esta saia! É a mais boa bonita! Linda!


Íiiia... filha, andas em que escola? Não andas?! Quem diria...

segunda-feira, abril 11, 2011

O garanhão VS a galdéria

Apesar da nossa sociedade já ter mudado bastante, ainda existem alguns preconceitos de género. E todas as pessoas já, alguma vez na vida, nalgum lugar e situação específicos, fez algum comentário em relação a isso. Ora vejamos:

- O tipo que trai a mulher: "Garanhãoooo! Na volta ele foi à procura aquilo que não tinha em casa!"
- A mulher que trai o marido: "P*ta!"

- O tipo que sai todas as noites para ir beber uns copos com os amigos: "Garanhãoooooo! Um homem também tem que se divertir!"
- A mulher que sai de vez em quando para se divertir com as amigas: "Vadia. Galdéria."

- O tipo que tem um grande carrão, mais caro que um apartamento à beira-mar: "Garanhãoooo! farta-se de trabalhar, também merece um miminho!"
- A mulher que aparece no shopping com um carro bom, acima da média: "Aquela já deve ter andado a comer uns quantos até conseguir casar-se com o velhote rico!".

- O homem que é traído: "Desgraçado! Um infeliz! Gostava tanto dela!"
- A mulher que é traída: "É bem feita! Nunca parava em casa, só a trabalhar, trabalhar, trabalhar, não lhe ligava nenhuma, só pensava em trabalhar e em dinheiro!", ou "Quem lhe mandou ficar tão desmazelada após ter tido 4 crianças?!".

- O pai que tem meia-dúzia de crianças, cada uma de uma mulher diferente: "Garanhãaaaoooo!!!"
- A mulher que tem 3 de crianças, cada uma de um casamento diferente: "P*ta. Troca de marido como quem troca de camisa".

- O tipo que já se casou 4 vezes e vai a caminho do 5º: "Garanhãooo!" ou "Nunca teve sorte, o tadinho!"
- A mulher que já se casou 4 vezes, em que um deles ficou viúva: "P*ta!, anda a brincar às casinhas!".

- O tipo que todas as noites sai com uma rapariga diferente: "Garanhãaaao!"
- A tipa que sai todas as noites com um homem diferente: "P*ta!".

domingo, abril 10, 2011

Antes da corrida

eu, pitosga míope que não vê nada para além de 10m de distância e de momento sem óculos por estes estarem a caminho da fábrica por possível defeito de fabrico, viro-me para a amiga, que também é outra pitosga, e digo:

- "Amiga, se nos perdermos, eu sou aquela com a t-shirt cor-de-rosa!".

sábado, abril 09, 2011

É já amanhã

é por uma boa (maravilhosa) causa, e eu vou.

sexta-feira, abril 08, 2011

34


Esta fotografia foi tirada ontem à noite, na Zara. Nela está um par de calças Skinny, nº 34, e a minha mão aberta, que ocupa mais de metade da largura das calças.

Não percebo agora esta tendência de tornarem os números cada vez mais pequenos. Aquilo não é um 34. Pelo menos antes, não muito antes, não era. Eu já usei 34 e nunca na vida caberia numas calças daquelas. Nem sequer passariam pelo tornozelo. Isto porque eu tenho ancas, rabo, cintura e, para além de serem o 34 mais estreito que já vi até hoje, as calças não têm corte nenhum, são a direito, são uma antítese às formas femininas. Não admira que haja tanta rapariga a querer emagrecer à maluca, a fazer dietas "milagrosas", a tentarem ser idênticas àqueles modelos - retocadas no photoshop - que aparecem nas revistas, pensando que vão ser mais bonitas por caberem num 34 daqueles. Cada vez mais existe o culto à androgenia e à anorexia - apesar das próprias marcas/lojas dizerem que não, o que está em voga agora é o ar saudável.
Apesar de gostar de roupa e de moda, acho isto desprezível: o não haver respeito pelo corpo feminino, estes números enganosos. É verdade que estou a fazer dieta, mas também posso dizer com todo o orgulho que não o faço para tentar caber num 34 igual a este. Faço-o por motivos de saúde, para perder os quilinhos que tinha a mais. E faço-o de forma saudável e controlada. Se há coisa que eu gosto é de ter ancas, cintura, rabo e peito.

quinta-feira, abril 07, 2011

Não tenho paciência para os chicos-espertos,

aqueles que têm a mania que são pessoas maravilhosas mas que na verdade não passam de meninos mimados que ainda vão a chorar para debaixo das saias da mamã. Aqueles que gostam de corrigir a pronúncia de alguém só para darem a entender que sabem falar inglês. Aqueles que entram em espaço desconhecido como se fosse a sua própria casa, e que tratam toda a gente com aquela simpatia arrogante e que não perdem uma oportunidade para mandar alguma boquinha feia. Aqueles que pensam que sabem tudo de tudo mas que na verdade não sabem nada de nada.

Gentinha ignóbil.
Não gosto.

E não fosse eu completamente maluquinha por vestidos...

Quero! Quero! Quero! Quero! Quero! Quero! Quero! Quero! Quero! Quero!Quero! Quero! Quero! Quero! Quero!Quero! Quero! Quero! Quero! Quero!

Da Blanco

quarta-feira, abril 06, 2011

Sovacão:

é bom que amanhã tomes banho. Não me apetece nada começar o dia a vomitar com o teu mau cheiro.

Pronto, a primavera chega

e com ela vem o meu martírio!


















Coça coça, coça o nariz!

(Não me estou a queixar do calor, atenção! Não sou daquelas que no inverno quer o verão e no verão quer o inverno! Nananim na não. Por mim, seria verão o ano inteiro. Simplesmente não gosto das alergias de primavera)

terça-feira, abril 05, 2011

Então qual é a sua profissão?

Nos jornais vem uma notícia sobre os presidiários serem considerados trabalhadores pelo o Instituto Nacional de Estatística, a propósito dos censos.


-"Então, qual é a sua profissão?"
-"Sou assassino".

Da greve dos transportes públicos

Não é que eu ande muito de transportes, tenho a felicidade de vir de rabo tremido para o trabalho. Mas já andei durante anos e continuo a andar sempre que é necessário.

E por isso volto a questionar: porque é que vocês, dos transportes públicos, continuam a fazer greve?! Estamos com um GO-VER-NO DE GES-TÃO. Assim sendo, parece-me que já fazem greves porque "opah, daqui uma semana o puto do Jaquim participa no corta-mato da escola, como é que podemos ir todos apoiar o puto?! Epah, fazemos uma ganda de uma greve essa manhã, e fica o assunto resolvido!". Ou isso ou é porque já ganharam o gostinho de fazer greve. Ficar em casa a dormir mais duas horitas é muito porreiro.

O problema é que não só empatam a vida daqueles que querem/precisam de apanhar os transportes para ir trabalhar, como aqueles que vão de carro - sim, porque nesses dias o trânsito é pura e simplesmente caótico.

Se fosse eu a pagar um passe todos os santos meses para ter direito a chegar à estação e ver o comboio parado; se fosse eu a pagar um passe todos os santos meses para não conseguir andar de autocarro sempre que quisesse; se fosse eu, este mês não comprava passe. Já que os senhores agora gostam de fazer greve, eu também gostaria de andar de comboio sem pagar. E nem sequer ficariam a perder muito, visto que agora são mais as vezes que os transportes estão parados do que a andar.

segunda-feira, abril 04, 2011

A conversa de chacha dos seguros

Ora bem, se eu não tenho ponta de humidade na casa a não ser naquela parede do corredor que está cheia de bolhas e se por detrás dessa parede, do outro lado, está, não só a casa de banho do vizinho, mas como também a banheira aí mesmo colada, não me venha com a converseta de chacha, óhh senhor perito do seguro, "não há provas concretas que o problema seja da casa de banho do vizinho" nem me venha com "mas sabe o que é um seguro?!"...

Sei sim, senhor perito do seguro: é aquilo que pagamos todos os meses para não resolver nada sempre que existe algum problema.

domingo, abril 03, 2011

Haverá coisinha mais deprimente que o Domingo?!

Só mesmo as segundas-feiras. Dois dias que podiam ser banidos do calendário. Ou pelo menos substituídos por nomes mais apropriados como "Antecipação à neura semanal", para Domingo, e "O dia de todos as neuras", para Segunda-feira.

sexta-feira, abril 01, 2011

Preço da gasolina vai aumentar

http://economia.publico.pt/Noticia/preco-da-gasolina-devera-registar-nova-subida-ja-na-segundafeira_1487860

é por ser dia das mentiras... certo?!

Eu tenho um olfacto muito apurado

por isso, qualquer cheirinho minimamente perceptível torna-se num odor intenso nas minhas narinas.

Isto para dizer que se há pessoas que não têm um nariz de cão igual ao meu, por favor reparem se há nódoa na sua camisa na zona do sovaquinho, e/ou se as pessoas que se aproximam começam a ficar verdes e com um sorriso estupidamente amarelo, ou mesmo agressivas, e tentam logo logo logo de seguida afastarem-se, subtil ou repentinamente. São indicações que:

1) deve começar a usar desodorizante
2) se já usa, deve usar mais vezes - qualquer coisa como de meia em meia hora, deve chegar...
3) oh meu deus, nunca ninguém ensinou a tomar banho todos os dias?! Vá, toca para a banheira!

Estes três passos serão bastante úteis se se quiser ter uma vida social e profissional minimamente agradável, sem haver pessoas a caírem para o lado intoxicadas.