terça-feira, abril 05, 2011

Da greve dos transportes públicos

Não é que eu ande muito de transportes, tenho a felicidade de vir de rabo tremido para o trabalho. Mas já andei durante anos e continuo a andar sempre que é necessário.

E por isso volto a questionar: porque é que vocês, dos transportes públicos, continuam a fazer greve?! Estamos com um GO-VER-NO DE GES-TÃO. Assim sendo, parece-me que já fazem greves porque "opah, daqui uma semana o puto do Jaquim participa no corta-mato da escola, como é que podemos ir todos apoiar o puto?! Epah, fazemos uma ganda de uma greve essa manhã, e fica o assunto resolvido!". Ou isso ou é porque já ganharam o gostinho de fazer greve. Ficar em casa a dormir mais duas horitas é muito porreiro.

O problema é que não só empatam a vida daqueles que querem/precisam de apanhar os transportes para ir trabalhar, como aqueles que vão de carro - sim, porque nesses dias o trânsito é pura e simplesmente caótico.

Se fosse eu a pagar um passe todos os santos meses para ter direito a chegar à estação e ver o comboio parado; se fosse eu a pagar um passe todos os santos meses para não conseguir andar de autocarro sempre que quisesse; se fosse eu, este mês não comprava passe. Já que os senhores agora gostam de fazer greve, eu também gostaria de andar de comboio sem pagar. E nem sequer ficariam a perder muito, visto que agora são mais as vezes que os transportes estão parados do que a andar.

2 comentários:

  1. Como te compreendo. Eu trabalho a 3 minutos de casa por isso não me afectava até hoje saber que sexta vai haver NOVAMENTE greve da cp, e eu tenho que estar no aeroporto às 11.
    Enfim uma treta este país.

    ResponderEliminar
  2. Temos de ser todos a tratar do assunto, se todos nos unirmos teremos voz.

    ResponderEliminar

Gambuzinem