domingo, junho 19, 2011

R.I.P Bilhete de indentidade

A minha carteira é um autêntico cemitério de recibos. Vou lá enfiando tudo o que é recibo, factura, papel, papelinho, folhinha do multibanco e afins, não vá ser necessário para devolução, troca, reparação ou comprovativo de compra. Mas quando realmente preciso do tal por algum motivo, nunca o encontro - foi parar ao lixo ou ao saco da compra, que por sua vez foi parar ao lixo.

Depois, quando já não consigo fechar a minha carteira XL, decido deitar fora todos aqueles papéis que já não preciso - que é cerca de 95% do conteúdo da carteira . Mesmo assim, acredito que é o facto de, a partir da próxima já ter o cartão de cidadão e, consequentemente, o B.I, o cartão de Utente, o cartão da Segurança Social, o cartão das Finanças e ainda o cartão de Eleitor irem aos porcos, que vou andar muito mais leve.

6 comentários:

  1. Eu sou o oposto. Tenho a carteira do mais limpo que há e já me lixei à pala disso (talões de troca...). Mas o c.c pode ser uma experiência traumatizante. A fotografia deixa um trauma para a vidinha.

    ResponderEliminar
  2. Ana: ahahahah, sim, a fotografia é no minimo assustadora - a minha, é claro! :P

    ResponderEliminar
  3. Vai ser igual acredita. Carteira de mulher vai ser sempre carteira de mulher haja ou não Cartão de Cidadão eheh

    ResponderEliminar
  4. Loool

    Faço igual! A minha carteira parece um livro com tanto papel e papelinho.

    ResponderEliminar
  5. D: eu sei, eu sei... mas quero acreditar que vou andar mais leve ahahah :)

    Ana FVP: lololol é impressionante as coisas que consigo encontrar na minha carteira, como recibos de 1756 ou papeis de multibanco de carregamento de telemoveis cujos números já não tenho ahahahh

    ResponderEliminar
  6. o melhor é não deitares fora o cartão de Eleitor.
    Não te esqueças que o número não vem no cc e nunca se sabe se da próxima te deixam votar :-D

    ResponderEliminar

Gambuzinem