sexta-feira, agosto 19, 2011

Esquinifobétiquices musicais

Ontem fui ao Casino do Estoril ouvir Orelha Negra. Não conhecia a banda - apesar de estar fartinha de ouvir falar bem deles - mas vamos lá a isso. Primeiro tocaram os Macacos do Chinês - que também não conhecia -, só depois foram os Orelhudos. Como a malta no dia seguinte trabalha, ouvimos apenas cerca de 15 minutos. Mas do que ouvi, até que gostei. Ainda tive direito a ouvir um comentário de um rapaz - que eu não percebi se estava a gozar, se estava alcoolizado, ou se estava mesmo a falar a sério - "epah, epah, isto parece Led Zeppelin!". Whatever.

E, enquanto estávamos à espera que aquilo tudo começasse, entre as slot machines (e a mulher que ganhou 950€ na máquina do Sex & the City) e a zona lounge, pus-me a pensar (medo, medo): mas que raio de nomes as bandas agora arranjam! Macacos do Chinês. Orelha Negra. Foge, foge bandido. Os Golpe. Toranja. Classificados. Os Azeitonas

Quando não é isto, são nomes estupidamente originais. Joana. Jessica. Iza. Mafalda Veiga. Leandro. Armando Stuart. A acompanhar nome tão giro e original, vem sempre uma capa de um cd ainda mais original: a fotografia em pose super sexy, com penteados que fariam corar qualquer prostituta dos anos 80, tendo como como cenário de fundo, uma parede pintada com tinta de areia, ou à frente do portão da garagem.

























Cá eu, se tivesse uma banda, e seguindo esta tendência para nomes esquinifobéticos, seria Karina sem acento e o queijo roquefort voador.


10 comentários:

  1. Há coisas que deviam ser proibidíssimas!! O mau gosto devia ser uma delas! E esta capa de CD ultrapassa os limites do mau gosto! Legislação sobre o mau gosto! Já! blhec, blhec

    ResponderEliminar
  2. Vio: linda, linda, linda...

    Helenis: lol devia ser criada a Brigada anti mau gosto!

    ResponderEliminar
  3. Adorei "queijo roquefort voador"... :D*** afinal sempre há uma aviadora na família ;)

    ResponderEliminar
  4. e terias bailarinas? duas moças a bambolear-se com queijos enquanto faziam malabares. Ah e teclas, tens que ter um teclista de óculos escuros. Sempre, fosse concerto no exterior ou interior ele teria sempre óculos escuros. Dá mistica!

    ResponderEliminar
  5. A produtora: LOL olha vês?! afinal, não sou a ovelha negra da família lolol

    Vânia: LOOOOL não, dois moços, musculados e sem massa cinzenta. Daqueles que só sabem estar no ginásio a mostrar os seus deltóides. E para além do teclista, teria de ter o acórdeão. Daqueles muito maus, Mesmo à pimba. E estaria vestida com calções de latex e collants de rede. :D

    ResponderEliminar
  6. sem esquecer claro os sapatos plataforma. podias tambem comprar daqueles rabos cavalo manhosos que se vendem em lojas de gosto duvidoso e prendias no cabelo, mas para ser mesmo Top, tinha quer ser loiro:-)

    ResponderEliminar
  7. Vânia: claro, claro! Sapatunfos de plataforma, de preferência com sola transparente. E tinha também de fazer aquela franja que mais parece um túnel. Ahhh, e ter uma tatuagem a dizer "Amo-te Gambuzino!"

    ResponderEliminar
  8. Amor de Gambuzino dava um excelente titulo para o primeiro Álbum.

    ResponderEliminar

Gambuzinem