sexta-feira, setembro 23, 2011

Apertozinho no coração

Vi-a ontem à noite. Passados 4 anos do nosso divórcio pouco amigável, vi a minha ex-amiga de infância. Raramente vou aos cinemas daquele centro comercial, mas ontem fui. E lá estava ela, assolapada com a soupeira da sua mãe, na zona dos restaurantes. Reparei que era ela, apressei o passo e olhei sempre em frente, que nem um burro com palas nos olhos.

O que ela me fez há quatro anos atrás foi muito pouco bonito. Aliás, as suas atitudes que denunciavam os complexos de superioridade - coisa que me tirava do sério - já vinham de muito antes, aquilo foi apenas a gota de água. Vendo bem, algum tempo depois e a uma certa distância, se alguma vez tivesse sido minha amiga, as coisas não teriam acontecido como aconteceram. Mas paciência, verdade seja dita que quem fica a perder é ela, porque eu consigo ser a melhor amiga que alguém pode ter.

Mas mesmo assim. Filha da mãe. Quatro anos depois, voltar a vê-la mesmo que tivesse sido de relance, foi o suficiente para me deixar com a cabeça a bater na parede. Foi um apertozinho no coração. Porque por muito que eu queira convencer-me de que ela nunca foi minha verdadeira amiga, foram 18 anos de amizade que foram à vida.

11 comentários:

  1. Podia dizer muitas coisas mas vou ficar-me pelo "percebo-te bem", até para me resguardar a mim própria de bater com a cabeça na parede como tu.

    ResponderEliminar
  2. Já passei por isso, uma grande amizade que acabou... e filizmente nunca mais a vi. Mas fico de coração apertado quando penso nisso.

    ResponderEliminar
  3. Querida, antes só que mal acompanhada... lembra-te sempre disso!

    ResponderEliminar
  4. Poucos, mas bons, foi o que sempre me ensinaram quanto às amizades. Portanto não te sintas assim linda.
    Tens a consciência tranquila, portanto...
    beijinho

    ResponderEliminar
  5. Pior que um fim de uma relação amorosa, é o fim de uma relação de amizade... Pelo menos eu penso assim* Força aí... É por causa de amigas como essa que tu tiveste, e que eu também tive, que a minha confiança em mulheres ficou muito debilitada, felizmente tenho boas amigas, poucas mas boas... Já agora sabes como se distingue uma amiga verdadeira de uma falas?

    Eu - "Estou a ficar um bocadito cheia"

    Amiga verdadeira - Não feches a boca não!

    Amiga Falsa - Que ideia, estás óptima, boar comer um gelado?

    Um bom dia*

    ResponderEliminar
  6. "...porque eu consigo ser a melhor amiga que alguém pode ter."

    Por isso é que mais que irmãos somos melhores amigos!

    ResponderEliminar
  7. Ana: e não convém ficarmos com galos na cabeça. Não vale mesmo ***

    Lisbo@: como te compreendo...

    Se eu pudesse: obrigada! Sim, tens toda a razão... mas às vezes a razão custa ;)

    Tsuri: tenho a consciência super tranquila mesmo* Obrigada***

    Catarina: LOOOOL só tu!

    Rui: óhhhhhhh agora ruborizei!************************************************************

    ResponderEliminar
  8. Minha cara amiga, por muito que te custe a realidade de agora, ela é mesmo assim nua e crua.

    A vossa amizade pode ter acabado mas não foram 18 anos de amizade que foram à vida. Essa amizade com certeza que serviu para viveres certas coisas, para partilhares certas experiencias, para aprenderes e cresceres. Por isso nada foi à vida...

    Como sabes tudo na vida tem um fim, mas temos que conseguir tirar o melhor dessas experiencias.
    Se é fácil? Não, não é...e tu sabes bem que falo por experiência própria. Mas temos que aprender a lidar com isso, viver com isso, aceitar...

    Além disso perdemos uma coisa e ganhamos outra, n´est-ce pas? Há amizades que vão e outras que vêm...

    Beijinho GRANDE...tua AMIGA C ;)

    ResponderEliminar
  9. "Conheci" uma nova faceta tua...

    Deixa lá querida, se ela não valia a pena ainda bem que se revelou aos 18 anos de amizade. Pena que não tenha sido antes. Boa onda como és nem deves ter notado a criatura má ;)

    ResponderEliminar
  10. ccm: obrigada miga! és um amori***

    Ana FVP: obrigada! sim, tens razão, bem vistas as coisas, pena não ter sido antes... já agora... que faceta?! beijinho***

    ResponderEliminar

Gambuzinem