quarta-feira, setembro 07, 2011

Coisas que pensava e achava quando era criança

Bróculos eram árvorezinhas;
As couves de bruxelas eram as "bolas verdes blhec blhec!";
O cone de bolacha do corneto era, na verdade, madeira (sim, eu jurava a pés juntos que seria algum tipo de madeira que se pudesse comer);
À sopa de alho francês chamava de sopa chinesa;
A sopa de feijão era sopa castanha;
Pensava que se dizia pêlos públicos ("Oh mano, porque é que se chamam pêlo públicos quando na verdade eles estão bem escondidos?"... "Púbicos! Púbicos!!!"- escusado que será dizer que fui gozada durante bastante tempo...);
Se puto é rapaz, porque é que não se podiam chamar às raparigas de putas? (a algumas até se pode... cof cof...).

Quando ía de férias para o Algarve, ao passar a ponte de Odeceixe a minha mãe dizia sempre: "filha, chegámos ao Algarve!", ao que eu, de forma muito assertiva respondia logo que não! Só quando o meu pai parava o carro à frente do apartamento, é que eu dizia, muito contente e feliz da vida "Agora sim chegámos ao Algarve!".

 Óhh que saudades desse tempo de santa ignorância!

16 comentários:

  1. A melhor é a madeira do corneto ahahahah

    Beijinho, querida :)

    ResponderEliminar
  2. Ohh.. Também chamava árvorezinhas aos bróculos ! Mas quando se desfaziam, achava que era espermatozóides ! hehe Que saudades de ser crianças!!

    ResponderEliminar
  3. Ana: lolol é verdade, durante muito tempo pensei que aquilo fosse madeira... que tonta! :P

    Mónica: ohh, a sério?! É que parecem mesmo umas árvores ehehehe mas essa dos bróculos desfeitos parecerem espermatozóides nunca me passou pela cabeça ahahahah!* Beijinhos*

    ResponderEliminar
  4. Eu achava que as espinhas da cara aparecia porque comíamos espinhas do peixe e depois elas iam para a superfície da pele e infeccionavam :D xD
    santa inocência :D

    ResponderEliminar
  5. Como era bom! E tinha muiiita lógica! E ai de quem dissesse o contrário! adorei a do corneto!

    ResponderEliminar
  6. Em criança (morava no Algarve quando ia ao Alentejo com os meus pais e passávamos a ponte de Odeceixe para o Alentejo...sentia que estavamos noutro país. Bem que só faltava um guarda pedir o passaporte.

    ResponderEliminar
  7. D: Lololol também faz sentido, sim senhora!*

    Imaginei: agora olhando para trás... tinha cá uma imaginação! ahahah ****

    A Produtora: lolol e o visto de permanência :P

    ResponderEliminar
  8. Q giro. Eu tambem passei por essa dos pelos pubicos.
    Eles sao bem privados e por q s chamam de publicos??? pensava eu. eheheh

    ResponderEliminar
  9. Que saudades mesmo.
    Eu tb só chegava a Portugal quando o meu pai parava o carro em frente a nossa casa na santa terrinha.
    Deixa lá miga, eu na era criança e achava que as pessoas diziam: "Enfia-te na virgem e não corras" :D Hahaha...e eu de facto achava isso muito estranho e ordinário até...mas que raiu é isso de se enfiarem na virem e depois correrem....enfim...no comments :D

    ResponderEliminar
  10. AHAHA adorei! Eu quando era pequenina dizia que a sopa de alho frances era sopa de unhas, porque as cozinheiras do infantário partiam o alho de uma maneira que parecia mesmo!! E eu dizia a toda a gente que na escola me davam sopa de unhas =P

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  11. Também não entendia porque é que não se pode chamar as miúdas de putas já que os miúdos eram putos xD

    ResponderEliminar
  12. Daniela: lol um erro de comunicação :P

    ccm: ahahahah a inocência de uma criança!

    Pretty in Pink: lololol um pouco nojento sopa de unhas :P

    Soraia: óh, pois, é uma questão muito pertinente, não é?! ***

    ResponderEliminar
  13. Também chamava a sopa de feijão, sopa castanha.. ahahah

    ResponderEliminar
  14. As crianças são tão queridas na sua ingenuidade ;)

    Eu cheguei com 16 anos a Portugal e como tu às vezes escapava-me: se os meninos são putos, então as meninas eram putas... Pois com 16 anos, já não achavam tanta piada, mas juro que não era por mal!

    ResponderEliminar
  15. As crianças dizem coisas maravilhosas ;)

    ResponderEliminar
  16. Dina: lolol é normal, principalmente quando se vem de fora ;)

    Jo: a ingenuidade delas é maravilhosa :D

    ResponderEliminar

Gambuzinem