quarta-feira, outubro 26, 2011

Anda tudo louco

Mal começam a cair as primeiras chuvas, parece que toda a gente fica possuída por algum espírito maléfico da condução. Se já é "normal" ver-se com cada manobra mais escabrosa em dias de sol e com o pavimento seco, agora que está tudo molhado e a visibilidade é menor, é ainda pior. Grandes velocidades, ultrapassagens desvairadas, distâncias suficientemente grandes para caber um tomate cherry entre dois carros, pessoas a atirarem-se para as passadeiras sem verem se vêm carros... Uma beleza.

Ainda hoje, a caminho do trabalho, um chico-esperto lembrou-se de se enfiar à nossa frente por um buraquinho ínfimo, sem fazer "pisca" e sem sequer pensar que, àquela distância, se fosse necessário travar não teria espaço nem tempo para tal.

Contínuo sem entender como é que temos tanta falta de civismo nas estradas portuguesas. Por muito que digam "não andem depressa, são as primeiras chuvas, as estradas são manteigas", as pessoas teimam em continuar com estes comportamentos psicopáticos a conduzir. Não custa assim tanto ser-se prudente.

10 comentários:

  1. oh yeahhhhh, eu acho que quando chove as pessoas ainda ficam mais parvas a conduzir, ontem na minha infeliz demanda na A5 também apanhei um assim, enfim.

    ResponderEliminar
  2. É da mudança da temperatura, nem imaginam que poem em perigo eles e aos outros.

    um bom dia

    ResponderEliminar
  3. Espírito maléfico da condução? Ahahahah.. Lindo... Hoje vinha a ouvir o relato do trânsito na antena três "trânsito com resistência desde a rotunda do relógio até ao campo grande"... Resistência? Essa via quando chove não tem resistência, tem um entupimento! Nem sei como fiz lá o exame de condução e passei! Deve ter sido porque as aulas foram em pleno Inverno em hora de ponta e sempre nessas zonas bonitas de andar a conduzir... Medo!

    ResponderEliminar
  4. Vejo uma série de bestas na estrada. Comigo raramente se safam.

    ResponderEliminar
  5. E para quem está a aprender como é o meu caso, é bastante mais complicado.

    ResponderEliminar
  6. Também não percebo! Podemos morrer de tantas maneiras inevitáveis, porque é que não percebem que podem morrer na estrada por um erro estúpido que podia ser evitado!

    ResponderEliminar
  7. lEI DE MURPHY: A mulher condutora encontra sempre um poço alheio para encharcar o pedestre! (deve achar piada à palavra 'Aquaplaning')
    Levo sempre com cada dilúvio dos outros...

    ResponderEliminar
  8. Vânia: vá-se lá perceber o porquê...

    abspinola: deve ser isso... ;)

    Catarina: uiiii brutal! E o marquês? se sem chuva já é uma proeza contorná-la, com chuva é upa upa!

    Ana: podes crer!

    D: ahah é normal. Por acaso tirei a minha carta sempre a chover ahahah :D

    Ervilha: é para chegarem mais cedo ao destino... enfim

    Pat: ohh miga... já ficaste toda encharcada, foi?!

    ResponderEliminar
  9. Credo, podes crer, fica tudo ainda mais maluco! Se ontem me safei, e não saí de casa, hoje passei a manhã de um lado para o outro e só via gente doida!!

    ResponderEliminar
  10. Lisbo@: e não parece que as pessoas surgem que nem cogumelos? É mais carros, é mais gente na rua...

    ResponderEliminar

Gambuzinem