terça-feira, novembro 15, 2011

Bases de dados

Gostava de saber quem foram os filhos daquela senhora que venderam a base de dados com o meu número de telemóvel.

Anda aqui uma pessoa descansadinha da vida a jurar a pés juntos que está a dar o seu contacto pessoal para uma base de dados segura e que os seus dados são pessoais e confidenciais, vai-se a ver e andam a vender este tipo de informações a todos os que aparecem à frente. Não é por nada, mas se eu quisesse dar o meu número de telemóvel ao Barclays, já tinha dado. Mas como não sou cliente e não tenho intenções de o ser, nunca dei.

Para a próxima vez que me peçam o contacto telefónico digo que não dou, que é pessoal, invento que não tenho ou caiu para dentro de uma sanita cheia de cocó e não tenho dinheiro para comprar outro (e rezo para o que o telemóvel não toque nesse instante).

2 comentários:

  1. Opá, também me acontece o mesmo! E ligam a horas muitos estranhas! Um vez, até ao domingo me ligaram para impigir um cartão de crédito... larguem-me senhores!!!

    ResponderEliminar

Gambuzinem