terça-feira, novembro 08, 2011

Greve

Muito obrigada a todas as pessoas que "trabalham" nos serviços de transportes públicos de Lisboa.

Muito obrigada por obrigarem tantas pessoas - como eu - a terem de sair de casa 1h30 antes daquilo que é normal para chegar a horas ao trabalho. Sim, porque eu - como tantas outras pessoas - trabalho todos os dias da semana sem excepção e vivo no mesmo país que todos aqueles que estão neste momento a fazer greve. 

E o que é que vão ganhar com isso? Nada. Apenas mais clientes insatisfeitos por pagarem um serviço que não está a ser garantido como deveria estar. 

Um conselho: vão mas é trabalhar. 

11 comentários:

  1. É mais uma daquelas greves engraçadas. Empresas que estão com prejuízos na ordem dos milhões €€, decidem fazer mais uma greve para perderem o pouco que já têm... Acho bem. Assim vamos lá lol

    Beijinho, querida :)

    ResponderEliminar
  2. Depois dos passes pagos é que eles se lembram de avisar que vão fazer greve.. Dá vontade de poupar no passe a passar a ir de carro

    ResponderEliminar
  3. Querida Karina, hoje vou discordar de ti. A greve é um direito que qualquer trabalhador tem e deve usá-la sempre que não estiver de acordo, com a entidade patronal.
    Incomoda? Incomoda muito!! Mas era muuuuuuuuito pior quando os trabalhadores não se podiam manifestar, tal como acontecia em Portugal, até 1974.

    ResponderEliminar
  4. Eu concordo contigo. Além de que os que mais se queixam não são aqueles que contam os tostões todos ao fim do mês. Mereciam um banho de realidade.

    ResponderEliminar
  5. Ainda agora estava a ver o telejornal e a pensar: "Mas o que raio pensam eles que vão ganhar com isto??" É que realmente não se percebe...Deviam mesmo era ir trabalhar...calar e trabalhar....

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  6. Ana: e o pior é que eles queixam-se de boca cheia!

    'Mimi: eu venho de carro porque somos 2 a vir para lisboa e não nos compensa vir de transportes. Eu gostava muito mais de deixar o carro em casa e vir de comboio, mas fica-me mais caro... que tristeza!

    Turista: eu não sou contra as greves. Mas sou quando são pessoas que se queixam de boca cheia, porque, principalmente os maquinistas e revisores dos comboios, ganham bem (e não estou a dizer isto por dizer, é porque tenho conhecimento de tal). E sim, é chato todos estes cortes e sacríficios, mas a verdade é que vivemos num momento em que temos é de trabalhar para ver se isto anda para a frente, não é a ficar em casa a coçar a micose - como muitos deles ficam quando há greves - que vão conseguir alguma coisa.

    Sílvia: ora aí está, nem mais!

    Pretty in Pink: sim, concordo. É o que faz o resto do pessoal.

    ResponderEliminar
  7. Eu sou suspeita, mas acreditem que concordo que a greve é um direito e blá blá blá whiskas saquetas... Mas isto é abusivo! Até parece que as coisas estão piores para eles do que para os outros... Enfim... Com tanta gente que quer trabalhar!

    ResponderEliminar
  8. http://pegadafeminina.blogspot.com/2011/11/kiss-with-fist.html

    Também escrevi sobre isso hoje! ;) Espreita!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Catarina: é mesmo isso... com tanta gente a querer trabalhar...

    Mia: vou espreitar ;)

    ResponderEliminar
  10. É por estas e por outras que eu digo que Lisboa, ainda não é para mim, só em último caso! A minha paciência não aguenta!

    E sou eu alfacinha, mas o Alentejo acalma.me a alma! LOL por enquanto, que isto às vezes é "pasmacento" demais!

    ResponderEliminar
  11. Ritinha: ahahah eu por acaso gosto imenso de Lisboa. Não sou nada do campo... gosto, mas é 5, 6 dias, mais do que isso, começo a ficar stressada com tão pouco movimento :P

    ResponderEliminar

Gambuzinem