domingo, novembro 13, 2011

Sábado cultural

Ontem foi dia de ir ver a exposição da Frida Kahlo - As suas fotografias, no Museu da Cidade.

Nunca tinha lá ido, mas gostei. Não fazia a mínima ideia da existência daqueles jardins mesmo no centro da cidade de Lisboa - como a minha amiga Pat disse "um brônquio no centro da cidade!

Da exposição em si - com fotografias da família, amigos, contexto cultural e da Frida Kahlo, inclusive imagens da sua recuperação após o acidente - foi interessante, até porque a pintora mexicana é das minhas artistas preferidas, senão mesmo a minha preferida. No entanto, as condições do espaço deviam ser melhores: estava demasiado calor (até para mim), as legendas das fotografias deveriam ser maiores e estar ao lado das molduras, não por baixo, e, por fim, aquelas deveriam ter espelho anti-reflexo - ou não ter vidro de todo.

Tirando isto (e uma brutal dor de cabeça que atazanou a mioleira todo santo dia), foi uma tarde bem passada.






6 comentários:

  1. Já ouvi falar da exposição mas, para ser sincera, a Frida nunca me disse muito. A história dela, a arte...não chegam para mim. E as sobrancelhas...

    ResponderEliminar
  2. Por acaso não conhecia. Parece interessante. Que sabado bem passado. Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Adorei a frase dela! Brutal!

    http://pegadafeminina.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Ana: eu adoro a Frida! Mas sim, as sobrancelhas eram pavorosas :P

    Sofia Carvalho: foi interessante ver as suas fotografias pessoais... :D

    Mia: é não é?! :D

    ResponderEliminar
  5. A Frida era soberba!!!E com ou sem sobrancelha poderosa o que é certo é que ela foi capa da Vogue!

    Quanto à obra dela, adoro! Eu gosto da mistura de vermelho com azul À conta dela (acho que não estou errada nem a confundir artistas :P)

    ResponderEliminar
  6. Catarina: estás certíssima! Ela era o máximo :D

    ResponderEliminar

Gambuzinem