terça-feira, janeiro 31, 2012

Sempre quis ir ao Vietnam...

Mas depois de ver estas fotografias, de BrandKnewMe, tenho mesmo, mesmo, mesmo, mesmoooooo de lá ir. Óh se tenho!
















Missão: Impossível - Operação fantasma.

Mais do mesmo. O Tom Cruise está "acabado" para fazer este tipo de filmes. Não estou a dizer com isto que ele está velho, nada disso. Simplesmente, anda a fazer o mesmo tipo de filmes que fazia há 10 anos atrás, não mostrando qualquer tipo de evolução. Em compensação, achei mais interessante a personagem encarnada por Jeremy Renner (o analista William Brandt). De resto, ehhhh... blaaa... yack.

segunda-feira, janeiro 30, 2012

Receita do recheio de baunilha

É um recheio bastante fácil de se fazer, e fica muito bom, incrivelmente cremoso e macio. Aqui vai!

Ingredientes
- 2 claras de ovo
- 185g de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
- 100g d açúcar fino
- aroma de baunilha ou vagem de baunilha

Preparação:

Juntar o açúcar com as claras de ovos num recipiente em banho-maria. Mexer durante 3-4 minutos ou até o açúcar se dissolver por completo.

Bater o açúcar e os ovos até formarem picos. Continuar a bater enquanto se coloca a manteiga aos poucos. Para este recheio decidi comprar mesmo vagem de baunilha, abri-a ao meio, raspei o interior com uma faca e juntei ao creme. Mas também poderá ser feito com 2 colheres de chá de aroma de baunilha. Mexi tudo muito bem, para ficar tudo bem envolvido.

E voilá! Bons macarons :)



Desabafo

Não gosto que me façam passar por parva, até porque se há coisa que eu não sou é parva, nem burra, nem sequer (aliás, diria mesmo muito menos) ando aqui neste mundo por ver andar os outros.

Obrigada e boa tarde.

Uh lá lá!

Pode ser o conjunto inteiro. Camisa, calças, mala. E os sapatos, claro. E se não for pedir muito, as pulseiras que também são engraçadas.



































Mango

Por aqui ouve-se isto



Para a semana começar da melhor maneira*

domingo, janeiro 29, 2012

A a era irmos ao Jardim Buddha Eden...

Mas ficamos a 2km da saída para o Bombarral. Literalmente.

Primeiro ouvimos um barulho no carro. Passados uns quilómetros, ligou-se um sinal no painel do carro.
Depois veio o reboque.

Óh caraças, e inventarem carros totalmente infalíveis, não?

Macarons com recheio de baunilha

Ficaram bons, bons, bons! Agora que já sei fazer, não quero outra coisa :)



sexta-feira, janeiro 27, 2012

Este post poderá conter imagens explícitas. Controlo parental é aconselhado.

Mas é isto que me apetece fazer a uma certa pessoazinha.


















Mas como sou bem educada, não o faço.

quinta-feira, janeiro 26, 2012

Se há 12 anos atrás eu recebesse a visita da minha pessoa vindo do futuro para me avisar que:

- vais gostar mais de saias/vestidos que de calças;
- vais começar a usar sapatos de salto alto;
- usar ténis vai-se tornar em algo estranho;
- vais começar a gostar de usar certas coisas em dourado (não em ouro, dourado);
- vais achar piada a vernizes cor-de-rosa;
- vais achar piada ao rosa;
- vais deixar de usar malas de tecido de fato-de-treino;
- vais começar a dar mais importância à qualidade e não tanto à quantidade;
- vais deixar de usar calças largas com bolsos;
- vais deixar de ser maria-rapaz;
- e que até vais começar a ter alguma roupa sem ser preta

acho que  me atirava ao chão a rebolar de tanto rir com tanto disparate junto. Mal sabia eu...

O que me sabia mesmo mesmo bem num dia como este

Chocolate quente, bolachinhas e bolinhos, ficar em casa a ler um livro.






Mas! o que eu queria mesmo era isto:



Verão, calor, verão e mais calor!

Ai Haruki...

bastaram meia dúzia de frases para ficar completamente rendida a After Dark - Passageiros da Noite. Uma história com várias personagens que, não tendo quaisquer ligações umas com as outras, se mantêm acordadas ao longo de uma longa noite.

Ai Haruki, ai Haruki... tinhas de escrever tão bem? É que assim lá vou ter de comprar mais livros teus!

quarta-feira, janeiro 25, 2012

A aventura que é experimentar roupa nas lojas

Isto de experimentar roupa em lojas não está fácil. Para já é necessário encontrar alguma coisa de jeito (e do tamanho apropriado) que leve uma pessoa a ter paciência para se dirigir aos vestiários, despir o que tem vestido, experimentar o que tem a experimentar, olhar-se ao espelho, tomar uma decisão, despir a roupa da loja e voltar a vestir a roupa que trazia vestida. E, acerca disto, ou eu ando muito esquisita ou não vejo grande coisa de jeito nas lojas. Quer dos saldos, quer da nova estação.

Segundo: mesmo que se encontre alguma coisa de jeito, ter de chegar aos vestiários e deparar-me com uma cortina com 8 metros. Tendo em conta os meus 1580mm de altura, nem com um cabo de vassoura consigo fechar aquilo dentro de um tempo minimamente razoável - que é chegar, puxar a cortina e já está, qualquer coisa como 5 segundos. Mais que isso, já começo a vacilar se entro ou não na cabine.

Terceiro: como se não bastassem os 8 metros de pano, conseguir puxar a cortina mas, por algum motivo não muito esclarecedor, a cortina ser de tal forma defeituosa que é simplesmente impossível fechar a cabine por completo. Não é que eu seja púdica, mas daí a mostrar o meu belo rabiosque a toda a gente que vai a passar do lado de fora dos vestiários é algo que não me agrada por aí além. E tudo seria resolvido com um sistema bem mais prático e totalmente inovador: com uma porta. Até poderia ser das mais baratinhas, mas continuaria a ser um sistema muito mais eficaz que uma cortina com 8 metros e defeituosa. 

Fica a dica.


terça-feira, janeiro 24, 2012

Não fosse eu querer deixar crescer o cabelo

acho que já o tinha dado uma tesourada das valentes...

segunda-feira, janeiro 23, 2012

Cupcakes de Beterraba com Glacé simples branco

Este fim-de-semana aventurei-me com os Cupcakes de beterraba. Já tinha provado anteriormente e tinha gostado bastante, e quando descobri que havia uma receita destes pequenos com pouca gordura, não pensei duas vezes. Como a beterraba é doce e húmida, não é necessário usar-se nem manteiga nem muito açúcar.

São bastante fáceis de se fazer, e no fim não se nota que são de beterraba. A minha tia depois de ter provado, perguntou-me de que eram. Quando lhe disse, o seu comentário foi: "A sério?!".

Não são muito doces e são muito fofinhos sem ficarem secos, ao contrário de grande parte dos cupcakes. Por isso mesmo, fiz uma cobertura de glacé, criando um contraste de texturas interessante.
Acompanhados de chá, são óptimos para se comer numa tarde de domingo de inverno :)




A Bimby

Eu não sou pessoa de andar a opiniar quando não tenho conhecimentos suficientes para tal. Mas também é verdade que a Bimby nunca me inspirou. Não sei, eu que gosto de ter a mão na massa, não me agrada ter uma máquina que diz que faz tudo. Até porque não faz. As coisas mais chatinhas como descascar batatas e cebolas não faz, por exemplo.

Só que, como eu também nunca tinha provado nada feito pela bimby, nunca tinha opinado grande coisa sobre isto. Até ontem.

Ontem provei o famoso leite-creme-feito-em-apenas-10-minutos-na-bimby que toda a gente fala. Que é uma maravilha, que não dá trabalho nenhum e que fica igualzinho. Pois agora posso dizer, com conhecimento de causa, que fica igualzinho uma ova.

Não fica a saber mal, até estava saboroso, mas não é a mesma coisa. Para já, fez-me lembrar leite-creme instântaneo dos restaurantes. Depois, nem sequer tinha aquela camada de açúcar queimado. "Ahhh, mas isso é preciso fazer à parte, a bimby não faz isso!". Pois claro que não, porque a bimby não faz tudo.

Acredito que para muita gente dê um jeitaço descomunal, principalmente para aquelas pessoas que saem de casa ainda não está sol e chegam a casa e já de noite, visto que uma pessoa pode programar para que às tantas horas aquilo comece a cozinhar. Mas mesmo assim não me convence, até porque o copo não é assim tão grande quanto isso, não grelha peixe, não frita batatas, não tempera sozinha, e pelo que vi, deve ser uma chatice ter que tirar a comida do copo. Ao fim ao cabo, não faz mais nada de especial para além de funcionar sozinha para que, quando se chegue a casa, se tenha um batido ou um sumo preparado à espera. E isto tudo por 900€, com direito a um barulho ensurdecedor, segundo tenho ouvido dizer.

Ter uma maquineta que me corte as coisas às rodelas, tiras, cubinhos e afins, isso sim, parece-me o paraíso - há uma da moulinex que ando a namorar há algum tempo, confesso. E peço desculpa a todos os fãs incondicionais da bimby, mas para o acto de cozinhar propriamente dito, continuo a preferir os meus tachos.

Das piores coisinhas que uma pessoa pode sonhar na madrugada de segunda-feira

Que é sábado.

Oh que desilusão...

sexta-feira, janeiro 20, 2012

Tiram-me do sério

pessoas que passam a vida a queixar-se por tudo e por nada de barriga cheia.

Os homens que odeiam as mulheres

Os Homens que Odeiam as Mulheres é o primeiro livro da Saga Millenium, do Stieg Larsson. Ao todo são três, cada um mais viciante que o outro. Apesar de serem autêntico calhamaços, li-os todos de seguidos em duas semanas, tão viciantes que são. Dentro do género, são os meus livros de eleição.

Como tal, estava bastante ansiosa para ver a adaptação cinematográfica desta saga, mesmo tendo em conta todas as decepções que tenho apanhado sempre que vejo um filme baseado num livro. Mas ontem à noite fiquei bastante surpreendida com este. Para além de ser dos raríssimos filmes que segue a história escrupulosamente, é um filme que está tão bem feito que mexe com as nossas entranhas. Que nos faz contorcer na cadeira do cinema. Que quase dá vontade de pôr a mão à frente da cara, tal forma certas cenas são retratadas. E do elenco só posso dizer: fenomenal.

Um livro é sempre um livro, e não há forma de contornar isso. Mas este filme é das coisas mais poderosas que já vi nos últimos tempos. É, claro, do David Fincher.

Aqui fica o genérico do filme


quinta-feira, janeiro 19, 2012

Quando for grande, quero saber desenhar assim*

como Joe Fenton. E nem vou falar do maravilhoso artista que ele é.
As imagens falam por si.











* eu sei desenhar. Mas assim tãããããããã bem, não. Ou pelo com tanta paciência. Foi só um aparte.