quarta-feira, fevereiro 29, 2012

Desafio da Anita

Pois é! A querida Anita lançou mais um desafio e desta vez eu vou participar!

Então isto é muito simples: ao longo do mês de Março vamos fazer um post por dia relacionado com a palavra corresponde. Pode ser atráves de fotos nossas, da net, imagens, desenhos, frases, textos que tenham a ver connoco.

Março:
1. Livro
2. Mãe/Pai
3. Local
4. Amuleto
5. Foto
6. Sabor
7. Estação do ano
8. Amor
9. Mania/superstição
10. Parte do dia (manhã, tarde, noite)
11. Sobremesa
12. Cidade
13. Cheiro/Perfume
14. Calçado
15. Local de férias
16. Filme
17. Frase/Poema
18. Feriado
19. Série
20. Objecto
21. Maquilhagem
22. Lingerie
23. Solidão
24. Data
25. Medo
26. Comida
27. Sonho
28. Pessoa
29. Look
30. Sedução
31. Saudade

Quem alinha? :D

Do mês que se avizinha

Sei que os primeiros dias vão passar a correr. Não, correr é pouco. Vão voar. Viajar à velocidade de luz. Talvez durante o dia não me aperceba disso, mas ao final da noite vou dar por mim a comentar "já passou outro dia?".

E nem vou dar pela chegada desse dia. Quer dizer, vou. Não vou é ter a percepção de como cheguei de forma tão rápida. Tão violenta. Mas esse dia vai chegar. E eu sei que vai ser bom, vai ser o melhor, vai ser pelo melhor. Mas nunca nada é dada de mão beijada e, por isso mesmo, como vai ser pelo melhor, terá de se sofrer algumas consequências que, neste caso em concreto, vêm mascaradas de dias que não têm fim. E entre estes espaços de tempo entre o rápido-lento nem sequer vou ter direito a uma pausa, a um momento em que o tempo pára. Não, vai simplesmente tudo mudar de um segundo para o outro. Num momento tudo corre a uma velocidade vertiginosa, e no segundo seguinte tudo anda em câmara lenta, como se os relógios demorassem o dobro do tempo a empurrar o dia em frente.

"Mantém-te ocupada" é a ordem do momento, o pensamento em voga.

Mas vai ser bom. Vai ser o melhor...

Será que isto ainda existe?

É que nunca mais vi à venda... e eram tão bons!

terça-feira, fevereiro 28, 2012

Viagens de Sonho #1

Tailândia















Guilty Pleasure

Quem me conhece sabe bem que eu tenho uma preferência por música não muito calma. Metallica, 30 Seconds to Mars, Placebo, Linkin Park, Guano Apes, entre outros. Não quer dizer que não oiça outras coisas, desde que me seja agradável ao ouvido, eu oiço e não discrimino só porque não é rock ou porque é uma música mais calma.

Mas também é verdade que não sou muito dada a pop. Madonnas, Lady Gaga's, e afins. Com a Britney Spears então é que me vomito toda. E também torço um pouco o nariz com R&B's. E com o hip-hop no geral.

Mas gosto tanto do Brun(inho) Mars! É o meu Guilty Pleasure musical, mas ele faz músicas tão bonitinhas e fofinhas. Ele sabe como chamar a atenção a uma mulher, sabe como elogiar, sabe agradar ao público feminino sem ser foleirão. Não há ninguém (que eu esteja de momento a recordar) que diga e saiba dizer tão bem que se torna num drogadito viciado em morfina se a miúda dele se for embora. Fofo!

segunda-feira, fevereiro 27, 2012

O dia em que chega pela primeira vez o período a uma rapariguinha

É horrível, principalmente para aquelas desgraçadas que, como eu, tiveram o período tão cedo. Está uma criança a brincar com os Nenucos, vai à casa-de-banho e... " ÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓ MÃÃÃÃEEEEEEEEEEE!". Por muito que se saiba que aquele dia há-de chegar, mais cedo ou mais tarde, uma criança nunca espera que seja assim tão cedo quanto isso. É mau, muito mau, ver as cuecas manchadas de sangue, numa pasta vermelho-acastanhada nojenta e... ok, estou a ser demasiado gráfica. Passando à frente...

Já as mães, num estado de pura loucura, ficam radiantes, felizes, maravilhadas com tal milagre da natureza. "A minha filha... a minha menina... já é uma mulher!".

A rapariga lavada em lágrimas por já saber aquilo que lhe espera nos próximos 30, 40 anos durante 5 dias por mês - isto sem sequer se aperceber de todas as alterações hormonais que vão ocorrer todos os meses e no dinheiro gasto em pensos, tampões e tudo mais. A mãe a chorar de pura alegria, até dando a parecer que nunca passou por esse fatídico dia. 

E é aqui que se vê bem a discriminação entre sexos efectuada pela própria Mãe-Natureza. Enquanto que nós, mulheres, iniciamos essa nova etapa da vida que é a iniciação à maturidade da forma mais dolorosa e nojentinha possível, os rapazes acordam com os lençóis sujos por andaram a ter sonhos menos próprios. Ah e tal, a barba depois também lhes cresce. E a nós também, um belo buço, pêlo sovaqueiro, pêlo nas pernas, etc, com a diferença que ainda temos de arrancar tudo o que é penugem com cera, ao contrário dos rapazes que podem - e devem - assumir cada um dos seus pêlos como reflexo da sua pura masculinidade.

Ser mulher é díficil, é árduo e começa por sê-lo logo muito cedo. Humpf... 




Óscars 2012

Confesso que já estava a ficar assustada. Por onde quer que me virasse, só via todos a comentarem que a Michelle Williams iria ser a vencedora da estatueta para Melhor Actriz. E até entenderia que tal acontecesse se não tivesse a Meryl Streep como adversária. Por isso, a modos que fiquei bastante contente quando soube que a Merylzinha tinha ganho o 3º Oscar da sua carreira - o que já deveria ter acontecido há muito tempo atrás. Por muito boas que fossem as outras adversárias - e até eram, era cada uma melhor que a outra - ninguém conhece chegar aos calcanhares deste fenómeno da representação que é a Meryl Streep.

Em relação às outras categorias, creio que seja o primeiro ano em que concordo com todos (ou praticamente todos) os vencedores.






Do filme Bel Ami

Bel Porcaria.




Ok, eu estou a ser um pouco radical demais, o filme não é assim tão mau. É, sim, frustrante porque tem tudo para ser um filme maravilhoso, mas simplesmente não o é. Um filme que tinha ganho muito mais se tivesse desenvolvido certas cenas, situações e informações, em detrimento de outras cenas não tão relevantes.

Mas para nós, que não tínhamos nada para fazer ontem à tarde, sempre deu para ocuparmos um pouco do nosso tempo. E é impressão minha ou a Uma Thurman está mais bonita agora do que há 10 anos atrás? Raios a partam, está mesmo radiante!

domingo, fevereiro 26, 2012

Cheesecake com bolo de chocolate

A verdade é que não era para ser nada disto. Comecei a cozinhar com a intenção de fazer uma sobremesa completamente diferente mas há dias que as coisas, por muito bem planeadas que sejam, ficam muito aquém das expectativas. Isto para dizer que a massa foi ao forno e não ficou como esperado (e ainda estou a tentar descobrir o porquê).

E ainda por cima ía ter pessoas em casa, tinha de ter algo minimamente apresentável para a sobremesa. Então, num rasgo de pura sabedoria e iluminação, já que tinha o recheio de cheesecake feito para a receita originalmente pensada, porque não aproveitar e fazer um cheesecake com massa de chocolate, em vez da tradicional base com bolacha maria.

E ficou óptima, e nada doce, uma vez que a massa foi feita com cacau amargo. O creme-queijo doce, com a sua textura macia, e a massa fofa, nem amarga nem doce. No ponto.

Como se costuma dizer, há males que vêm por bem!



sexta-feira, fevereiro 24, 2012

O trabalho está feito

E são 18h48 da tarde. Mas temos de ficar retidas aqui no estaminé até serem 19h00.

Porque Deus (ou whatever) lhe livre deixar sair 12 minutos mais cedo, mesmo que já não se tenha mais nada para fazer.

Dor de cabeça

Que p*ta.

Deco tips: salas de estar

Pessoalmente gosto de salas com alguns contrastes. Modernas, mas com toques vintage. Brancas mas com toques de cor. Sóbrias mas com com algum "caos" à mistura - sem desarrumações, isso é que não. Gosto de entrar numa sala e ver quando traduz a personalidade dos donos, mesmo que isso signifique que não seja uma sala com o meu estilo preferencial. Porque afinal de contas, é muitas vezes na sala que se encontram grande parte dos elementos característicos da pessoa e da sua vida, tais como fotografias, recordações de viagens, lembranças de outras pessoas. E são os pormenores que fazem toda a diferença.

E adoro, pura e simplesmente adoro salas com estantes cheias de livros. Daquelas estantes que ocupam praticamente uma parede inteira. Adoro, adoro, adoro!