domingo, abril 22, 2012

Os serviços dos CTT Expresso deixam muito a desejar

Eu e o Gambuzino tivemos que enviar recentemente a bicicleta do Gambuzino de um ponto para outro. Para o efeito, utilizámos os serviços dos CTT Expresso, em que a bicicleta foi devidamente acondicionada dentro de uma caixa de cartão, com fitas em tudo quanto era sítio a dizer "Frágil" e ainda fizemos seguro, não fosse o diabo tecê-las.

Bem, não foi o diabo, foram mesmo os tipos dos CTT.
Qual o nosso espanto quando a bicicleta aparece ao destino riscada e com o disco empenado. Ora toca de contactar os CTT a avisar que utilizámos os seus serviços, temos seguro e que a bicicleta não chegou da forma como partiu. Aliás, a própria caixa apareceu com uns misteriosos buracos, que antes não existiam.

E qual o nosso espanto quando eles respondem que não vão pagar o arranjo porque:
1. a caixa já foi aberta - ou eu sou muito estúpida ou não sei... é que não estou a ver outra maneira senão abrir a caixa para confirmar que a bicicleta estava nas mesmas condições...
2. lá por ter fitas a dizer frágil, não quer dizer que a encomenda tenha tratamento diferenciado das restantes - ahhhh então as fitas são server para decorar a caixa!
3. ao assinar a entrega, estamos a confirmar que está tudo correcto - ou seja, queixam-se que a caixa foi aberta portanto não nos podemos queixar, mas também se queixam que assinámos a entrega e não abrimos a caixa na altura de entrega para confirmar tudo... hummmm.... isto tudo está a parecer-me ligeiramente contraditório!

Ou seja, gastámos dinheiro numas fitas para decorar a caixa, gastámos dinheiro num seguro que nada nos vale, e ainda tivemos direito a gastar mais dinheiro no arranjo de uma peça porque os senhores dos CTT - como grande parte das empresas nacionais, é algo que tenho andado a reparar - querem limpar as mãozinhas e escapulir-se de quaisquer responsabilidades que possam ter. É que só lhes fica mal: acidentes acontecem, isso a gente percebe, mas o facto de não se chegarem à frente e assumirem a responsabilidade só vai fazer com que percam clientes.

Portanto, para além de nunca mais usarmos os serviços dos CTT Expresso, vamos fazer queixa à Deco.

A caixa antes de ser enviada


A caixa já no destino








15 comentários:

  1. Que cena!
    Façam mesmo queixa à Deco e escrevam no livro de reclamações nos CTT.

    ResponderEliminar
  2. Ultimamente se há coisa que não tenho tido é queixa dos CTT mas realmente...que situação mais absurda! O mais correcto aí seria mesmo assumir a culpa. Faz queixa e ponto final, talvez assim aprendam.

    ResponderEliminar
  3. Era mesmo o que te ia aconselhar, apresentares queixa na DECO!! Mas principalmente não deixar passar, é por muita gente deixar passar que eles descartam responsabilidades!! :) kiss

    ResponderEliminar
  4. Credo! A bicicleta parece que foi a guerra dentro da caixa! Eu também já recebi encomendas com o envelope exterior rasgado... num serviço como os CTT acho que é inadmissível.

    E sim, acho que fazes bem fazer queixa a DECO

    Beijo
    Alice

    ResponderEliminar
  5. Isso é muito mau, sobretudo se ainda para mais (além da bela decoração a dizer Frágil) pagaram um seguro! Então o seguro serve para quê?

    Enfim...

    Beijinhos e boa sorte*

    ResponderEliminar
  6. Isabel Lima: sim, vamos fazer isso :) *

    *Lili*: não sei se aprendem, mas pelo menos não ficamos calados! :D

    by me with love: na, na na! eu não deixo passar estas coisas... era o que faltava! e se todos reclamassem quando é necessário, talvez estas empresas não tentassem passar a perna aos seus clientes... *

    Alice: é que é mesmo inadmissivel, ainda por mais quando o conteúdo aparece estragado... *

    Catarina: o seguro serve para eles ganharem mais algum dinheirinho, só pode... *

    ResponderEliminar
  7. Faz reclamação mesmo, se eles não se entendem com a próprias regras, então alguém irá ter de responder por isso.
    Eu cá, infelizmente ou não, sou perita nas reclamações.
    Vai lá ao livro de reclamações, envia para quem de direito e para a deco, envia para os organismos todos a que tenhas direito.

    ResponderEliminar
  8. Oh meu Deus! :O
    porque é que começo a ter medo disto?!
    besiiitos*

    ResponderEliminar
  9. Ui!! Eu só me pergunto por onde andou essa caixa?!! :(

    Reclamar sempre, que não somos bem atendidos, sempre que o serviço pelo qual pagamos não está de acordo com o acordado! Sempre! Só assim há possibilidade de melhorar! Se não há queixas é porque está tudo bem.

    ResponderEliminar
  10. SuperSónica: já andamos a tratar do assunto, a escrever reclamação em tudo quanto é sítio :P

    Gi: é normal... vê lá que nos disseram que podem atirar com as caixas com uma altura de 1 metro que não se parte nada... Imagina se for louça!

    ML: eu concordo, como cliente, reclamo sempre que não sou bem atendida.

    ResponderEliminar
  11. Peço desculpa pelo comentário mas a senhora recebeu a caixa neste estado porque quis.
    Existe pelo menos 2 situações que deveria/poderia ter feito, passo a informar.
    1- Tem 24 horas para reclamar depois da entrega, reclamou nesse prazo?
    2- Quando rececionou a encomenda anotou alguma informação no papel que assinou (lista de entrega), colocou que a caixa tinha buracos/dano??
    Se não procedeu desta forma a culpa também é sua que não acautelou a sua posição.

    ResponderEliminar
  12. Anónimo: eu recebi esta caixa porque quis? Deixe lá ver... quando eu entreguei a caixa, eu disse específicamente para me entregarem a caixa cheia de buracos?! Não me parece!

    Em relação às suas questões:
    1- sim, a reclamação foi feita em menos de 24 horas.
    2 - não fui eu, nem o meu marido, que recebemos a caixa, mas sim outra pessoa. Quando o meu marido foi buscar a caixa, a quem a tinha recebido, menos de uma hora depois de ter sido entregue, é que reparou no estado não só da caixa como da bicicleta. A pessoa que a recebeu não sabia em que estado estava a caixa quando ela foi entregue aos CTT, nem sequer ía abrir uma encomenda que não lhe pertencia.

    Por isso, tendo em conta isto, procedemos logo aos passos seguintes: contactar os CTT e efectuar a reclamação, uma vez que os CTT querem fugir com o rabo à seringa, ainda para mais quando nós gastámos dinheiro em efectuar um seguro que afinal não serve para nada.

    É uma pena estarem a proceder assim, porque há outras empresas dispostas a fazer o seu trabalho da melhor forma possível... Querem tanto poupar uns trocos e não pagar aquilo que estragaram, que se esquecem que é uma bela maneira de perder clientes. Como se diz: quem tudo quer, tudo perde.

    ResponderEliminar
  13. Anonimo por opçao6 de maio de 2012 às 12:09

    Bom dia, nao querendo retirar qualquer tipo de responsabilidade aos ctt expresso há de facto alguns paços mal dados pelo pelo remetente/destinatario, ao assinar a folha de distribuiçao pode e deve meter "sujeito a averiguação" por motivo de a caixa se encontrar danificada independente de a encomenda ser ou nao para quem assina e saber ou nao o estado da caixa desde o envio. O seguro infelizmente só serve no caso de o objeto desaparecer e nao para danos de transporte (se lhe disseram que o seguro cobria qualquer outra situação lamento informar mas foi enganado/a). Claro que os CTT Expresso vao tentar fujir com o rabo a seringa mas acredite que nas outras empresas o tratamentos sao mais ou menos identicos a nivel de tratamento de objetos/responsabilidades. Boa sorte.

    ResponderEliminar
  14. Anonimo por opçao6 de maio de 2012 às 16:13

    Completo a dizer que o serviço fragil (apesar de estar realmente com fita a dizer gragil) nao esta disponivel a envios normais, este serviço só esta disponivel a clientes contratuais que pagam uma taxa extra para os objetos serem tratados manualmente e com especial cuidado. Uma coisa curiosa que lhe disseram que teria de abrir o conteudo em frente do distribuidor é uma total falsidade até porque o distribuidor nada pode fazer depois de o objeto estar aberto (porque o distribuidor nao pode levar de volta um objeto que esteja aberto), por outro lado o distribuidor so pode entregar o objeto depois de assinado a folha de distribuiçao. Há uma volta muito bem estudada de modo que os ctt fiquem sempre com razao.

    ResponderEliminar
  15. Anonimo por opção: compreendo o que dizes, mas todos as encomendas deveriam ser tratadas da mesma maneira. Afinal de contas, estamos a pagar por um serviço e, como tal, o serviço deveria ser feito da melhor maneira possível. Eles até podem não pagar o arranjo, mas parada eu não fico.

    ResponderEliminar

Gambuzinem