quarta-feira, maio 16, 2012

Conduzir: efeitos colaterais

Há coisa de dois anos tive um pequenino acidente de carro, mesmo à porta da casa dos meus pais. Nada de mais, ninguém se magoou. O que acontece é que na altura o meu boguinhas já tinha morrido - paz à sua alma - e naquela altura andava com o carro do Gambuzino, ganhei o medinho de ter outro acidente e espatifar de vez o carro do moço.

Mas há pouco tempo, por motivos de força maior, tive de voltar a mexer no bicho. Aos poucos e poucos fui-me habituando e fui ganhando alguma confiança. Mas não foi só isso que ganhei por voltar a conduzir. 

Desde então que tenho vindo a reparar que ando muito mais asneirenta. Não é que eu seja a melhor condutora do mundo, mas pelo menos gosto de fazer as coisas certinhas. Gosto de fazer piscas. Gosto de fazer as rotundas como deve ser. Gosto de parar nas passadeiras para as pessoas passarem. Páro nos Stops - "os stops são para parar, nem que seja no meio do deserto", dizia o meu instrutor de condução, coisa que eu sigo muito seriamente. Gosto, basicamente, de ser uma condutora civilizada. Como tal, passo-me da marmita quando vejo tanto paspalho a conduzir. Tanta falta de civismo. Tanta falta de respeito para com os outros condutores e regras do código. 

Conclusão: ando numa asneirenta capaz de fazer corar adeptos de uma claque de futebol. Digo palavrões que nem sequer sabia existirem. Não me ponho a gritar feita parva dentro do carro, mas vou asneirando em jeito de desabafo. Eu bem que gostava de ser como a minha mãe que tem uma paciência de santa e trata todos por amor e querido. "Oh querido, não é assim que se faz a rotunda". Eu é logo: "que paspalho... olha-me só para aquela merda que ele está para ali a fazer... foooo....". Maior parte das vezes até fico espantada comigo própria, tal esta minha sagacidade vocabular.



11 comentários:

  1. Mas deixa estar que eu sou igual, qual amor qual quê. É o que eu digo e repito...tira-se a carta para desaprender a conduzir e tenho dito.

    ResponderEliminar
  2. Oh, céus... Acabaste de me descrever... :$ E eu que até nem gosto de dizer asneirolas nem nada... lol

    Beijinho ♥

    ResponderEliminar
  3. Ahaha, eu já sou assim há muito tempo :P

    ResponderEliminar
  4. e por acaso só bufo. mas bufo muito! fico corada e encho as bochechas de ar! mas asneirada ainda não me dá para isso!

    ResponderEliminar
  5. Eu também não tenho calma nenhuma, e se for mesmo grave ainda buzino!!

    ResponderEliminar
  6. *Lili*: concordo contigo! Ainda hoje, numa rotunda, vi uma tipa só a fazer asneiras... ai se eu fosse polícia!

    Lua: ahahah tal e qual!

    Nokas: LOL eu não conhecia esta minha faceta ahahah

    Roxanne: lolol eu também bufo... e digo asneiras :P

    aQ: eu não costumo buzinar, mas de vez em quando lá tem de ser!

    ResponderEliminar
  7. Vocês parecem os homens a conduzir...
    Mas é preciso é calma e atenção...
    O excesso de confiança nesse campo é terrível...

    ResponderEliminar
  8. Timido: LOL confesso que a conduzir sou um pouco macho LOLOLOL mas não sou ultra confiante. Apenas o suficiente para manobrar a máquina :P

    ResponderEliminar
  9. Olha isto acontece-me mas é quando vou do lado do pendura.
    O meu marido passa-se!
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Encontrei o teu blog hje através de um comentário e não resisti em deixar um comentário.
    Várias são as situações em que me identifico com o que escreves, mas esta então é tal e qual :P

    bjinhoo

    ResponderEliminar
  11. Ana Soares: LOL eu também faço o mesmo quando vou do lado do pendura :P

    sonhosdeumarapariga: estou numa asneirenta de primeira... é o que te digo eheheh :D

    ResponderEliminar

Gambuzinem