sábado, junho 30, 2012

Uma sugestão aos senhores e senhoras do departamento das Finanças

E que tal colocarem uma informação no envelope da correspondência que enviam para casa que desse logo a entender que o seu conteúdo não é preocupante. Por exemplo: "Conteúdo amigável", ou "Conteúdo não malicioso", ou mesmo apenas um :). Poupavam taquicardias e ataques de pânico fortes.

Isto porque ontem cheguei a casa e tinha na caixa de correio uma cartinha das finanças. Entrei logo em alerta. "O que será isto? Eu tenho tudo em ordem... O que é que eles andaram agora a inventar?! E porque é que não consigo abrir? Onde está o picotado? Porque é que o picotado não está... picotado? Ai Jesus, o que será isto?".
É que por muito que uma pessoa tente fazer as coisas como deve ser, a verdade é que esta gente tem uma capacidade criativa para além do normal para arranjarem desculpas de forma a incriminar a mais inocente das criaturas e acusá-la com a falta de pagamento ao fisco.

Mas afinal era apenas uma carta a confirmar que a minha actividade tinha sido cessada com sucesso, depois das trezentas mil horas que passei à frente do computador para, primeiro encontrar a página certa (Quem é que se lembrou de colocar a opção de Início/Alteração/Cessação de Actividade na categoria de Entregar? Quem, mas quem?) e, segundo, para que as opções Validar e Submeter fossem, de facto, validadas.

A sério, senhores e senhoras da finanças, para além de não provocarem possíveis danos irreperáveis às pessoas, ainda ganhavam uns fãs. Pelo menos era uma oportunidade de, ao ver a carta e ler algo simpático como um smile :), ainda dizíamos "Ah, tão simpáticos estes senhores e senhoras das Finanças!".

Sem comentários:

Enviar um comentário

Gambuzinem