segunda-feira, julho 02, 2012

Caros jornalistas, escritores, redactores, editores e afins:

Creio que está na hora de desmascarar uma grande falha da vossa parte no que diz respeito ao vocabulário aeronáutico. A palavra "avioneta" é uma falácia. É um estrangeirismo: vêm do francês avionnette, mas na verdade é tão correcto dizer-se avioneta como dizer-se "Os teens de hoje em dia são muito diferentes dos de antigamente".

Agora estão a questionar-se: então, se não é avioneta, é o quê?

Meus senhores e minhas senhoras, espantem-se: é um avião. Lá por ser um veículo mais pequeno que os aviões comerciais, não quer dizer que possa ser alvo de discriminação e ser tratado de forma tão desprezante quanto a palavra avioneta acarreta. Tem duas asas, pelo menos um motor - nao é, por isso, um planador -, tem mais do que 200Kg de peso (decreto lei nº71/90), mais coisa menos coisa e dependendo do país  - ou seja, não é um ultraleve, ao contrário daquilo que uma certa jornalista disse há uns dias relativamente ao avião que se tinha despenhado em Tires - não é um helicóptero, não é um balão, não é um dirigível, nem é um pássaro mecânico, logo é um avião.

"Então, como/porquê é que só se lê em todo lado a palavra avioneta?!". Porque se alastrou, da mesma forma que a peste negra se alastrou: por contágio. Não foi bonito, mas aconteceu. E apesar desta palavra constar no dicionário da Língua Portuguesa (mas, assim como assim, "bué" também já consta), acreditem: não há indivíduo da comunidade aerónautica - e eu, por arrasto - que não fique no mínimo agoniado e enraivecido sempre que ouve/lê a palavra avioneta.

E, já que estamos numa de esclarecimentos no que diz respeito ao vocabulário aeronáutico: Os aviões não levantam vôo, quem levanta vôo são os patos. Os aviões descolam.

P.S. agradecimento ao meu irmão que me deu alguns esclarecimentos técnicos.

16 comentários:

  1. Eu também fico assim quando vejo escrito "sida" ou "Sida". É algo para eu ficar com uma raiva aos jornalistas assim para o descomunal. Mas sabes, se nas notícias disserem que um avião caiu num quintal, as pessoas imaginam algo gigante num mini-quintal. Uma espécie de Rossio na rua da Betesga. Talvez por isso optem por escrever avioneta...

    ResponderEliminar
  2. Que estupida que eu sou por nem sequer saber que isso era uma avioneta. Perdão, um avião.

    ResponderEliminar
  3. Catarina: lol obrigada :D

    Turtle: podem dizer "avião monomotor", ou "avião de x passageiros", ou "avião ligeiro". Com isso as pessoas ficam logo a perceber que nao são aviões comerciais ;)

    Ana: LOL não gozes :P mas é normal que as pessoas não saibam... só se ouve avioneta para aqui, avioneta para ali... :P

    ResponderEliminar
  4. Olha e eu agradeço a ti e ao teu irmão pois não fazia a minima dessas variações.

    ResponderEliminar
  5. Não fazia ideia! Os jornalistas cometem tantos erros que se fossemos a corrigi-los tínhamos um blog muito activo xD

    ResponderEliminar
  6. aprende-se sempre alguma coisa com o teu blog =) (e nao blogue ;D)

    ResponderEliminar
  7. Para mim, são todos da mesma família e chamo a tudo o que tem duas asas e um motor de avião.
    Por acaso não sabia que avioneta vinha de uma palavra francesa

    ResponderEliminar
  8. Obrigado manita por defenderes o bom português aeronautico! :-D

    É impressionante que eu vejo uma notícia sobre aviões na CNN e os tipos falam tudo como deve ser. Por cá, para além do problema linguístico, até factualmente falham, porque não só não sabem do assunto como não sabem com quem falar (dica: A GNR, a PSP e os bombeiros não são peritos em aviação). É péssimo.

    BTW: Aproveito para, em sentido contrário elogiar a National Geographic. Reparei no outro dia que o tradutor do programa Mayday percebe do assunto e faz umas legendas 5 estrelas. Imagino que se trate de um piloto.

    ResponderEliminar
  9. As coisas que aprendo contigo! :D

    Beijinho
    Alice

    ResponderEliminar
  10. Olha boa aula =)

    Já fiquei a saber mais algumas coisas =P

    Beijocas

    ResponderEliminar
  11. Também fico aborrecido com a palavra "avioneta".

    Vou partilhar este artigo.
    Obrigado.

    ResponderEliminar
  12. trintona: ora essa, a gente é que agradece :D

    Soraia: completamente. Pior mesmo, quando nós sabemos de certa história e ouvimos nas notícias tudo deturpado. Faz-nos questionar da veracidade do jornalismo...

    Roxanne: eheheh :D

    Daniela: serviço público a vosso dispôr :D

    Isabel Lima: ahahahah claro, se tu tens um carro grande e eu um carro pequeno, o meu deixaria de ser um carro para ser um carronete?! É a mesma coisa :)

    Rui Craveiro: sim, sim, é incrível como se nota que eles não pesquisam, não procuram saber realmente o que aconteceu. Só se preocupam em debitar umas palavritas e lançar notícias!

    Alice: eheheheh ainda bem que ainda aprendem alguma coisinha comigo, já não é mau de todo :D

    Cláudia: e agora já podem ensinar a outras pessoas e mostrar que somos todos muito cultos mauahahahah :P

    Galrito: força! Já agora, posso saber onde vais partilhar?

    ResponderEliminar
  13. Eu já tinha ouvido este esclarecimento pessoalmente ;-)

    ResponderEliminar

Gambuzinem