quarta-feira, agosto 08, 2012

Mas porquê?

Que tudo que é bom, tem de acabar? Não percebo, deve haver alguma lei cósmica e universal que dita tal destino.

Lei n• 1/0001

Artigo 1
Qualquer circunstância de carácter aprazível, ou tudo que tenha como consequência sentimentos positivos de alegria e satisfação extremas, terá prazo de validade, não podendo ser, como tal, algo permanente nem eterno.

a) poderá, quanto muito, extender-se a quantidade de horas ou até de dias face ao objectivo inicial.
b) quanto maior for a satisfação/alegria/contentamento, mais rápido chegará o momento final, mesmo tendo em conta a extensão prevista na alínea a).
c) o melhor dia, será sempre na véspera do fim.

As férias por sul acabaram (óhhhhh). Foram poucos dias (são sempre), mas foram muito bons. E já consegui, como que num milagre metamorfósico, passar de alforreca translúcida adoentada para tom espiga de trigo seca.
Já não é mau de todo.

5 comentários:

  1. o fim das férias é sempre doloroso!

    ResponderEliminar
  2. Sim o que é bom passa a correr, restam apenas as boas lembranças certo?
    Não é para desmotivar mas o bronze do sul passa num instante...

    ResponderEliminar
  3. O que interessa é que te divertiste :D

    Bom regresso ao trabalho ;)

    Beijinhos e um óptimo resto de semana :D

    ResponderEliminar
  4. Roxanne: demasiado!

    Maggie: obrigada :D

    SuperSónica: é verdade, mas também nunca me bronzeio muito porque como sou muito branquinha não gosto de correr riscos :)

    Joana: diverti-me muito! obrigada, beijinhos*

    ResponderEliminar

Gambuzinem