quarta-feira, fevereiro 13, 2013

Níveis alarmantes de transparência

Pois é, eu sempre tive um tom de pele bastante claro. Pálido mesmo. Numa das mil e quinhentas fotografias da viagem que fiz à Tunísia, uma delas, de uma praia, até poderia ser uma daquelas imagens tão comuns dos postais ou revistas turísticas, não fosse eu a aparecer na fotografia a estragar o cenário: famílias felizes a brincarem na areia, gente a nadar na água ou a andar de jetski, outros nas esteiras a lerem, todos eles com um tom de pele muito morena, e eu. A reparar que a areia da praia estava repleta de bosta de camelo e que nunca mais punha os pés na praia, e branca que nem cal, apesar de já ter tido feito, anteriormente, bastantes dias de praia.

No Algarve, por exemplo, e principalmente se for a andar com a minha mãe ao lado, também ela muito branquinha, loura e de olhos verdes, as pessoas falam connosco em inglês. "Do you want somewhere to eat? Come to Restaurant Paradise!". "Não, já jantámos, obrigada". Olhos muito esbugalhados com o meu português perfeito e um sorriso de soslaio.

Portanto, num país em que o sol aparece muito de vez em quando, eu já estava à espera de ficar ainda mais pálida. O que eu não estava a contar era, chegando ao nível máximo de palidez, começar a ficar transparente. É, é verdade. Pela primeira vez na vida consigo ver todas as veias das minhas mãos, e com bastante nitidez, até. Mas se isto for progredindo, ainda arranjo um grande negócio: em vez de uma pessoa pagar balúrdios para ver aquelas exposições do corpo humano, com uma data de orgãos  em formol dentro de frascos, eu começo a vender bilhetes mais baratos para poderem assistir à grande exposição da fêmea humana transparente, viva, em movimento e sem necessidade de formol. Hã, hã. É preciso é ter olho para o negócio.


28 comentários:

  1. Há sempre uma possibilidade de negócio e tu já tens a tua! :D

    ResponderEliminar
  2. Eu também sou uma verdadeira cara pálida :) :) Chega a ser triste tanta perguntinha, estás bem? Estás tão pálida ....rrrrrrr

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, até parece que já não sabem que eu sou pálida lol

      Eliminar
  3. Também sou muito branquinha mas no verão ganho cor, também com a quantidade de tempo que estico o pernil ao sol, se não ganhasse cor, não sei :o

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. LOOOL é muito difícil até começar a ficar bronzeada, mas quando começo, fico com um tom que gosto muito, dourado :D

      Eliminar
  4. Humm, mas estás no país certo pois pelo que sei as Irlandesas são também muito brancas ou transparentes. ;)

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é verdade. De certa forma, nesse aspecto, infiltro-me bem por cá lol

      Eliminar
  5. eu sou transparente e nunca tinha pensado nisso... tens jeito para o negócio!

    ResponderEliminar
  6. Sei como isso é :/ tenho uma foto na piscina que está tudo moreno e eu estou em pantone solid coated trans. white! :P

    podiamos era fazer um museu com mais gente transparente, mas como estar paráda mto tempo faz mal, podia ser tipo tour, era mais giro, pelo menos para nós! lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, sim, em movimento, para ser algo interactivo lol

      Eliminar
    2. Sim, e de preferência uma tour por todos os continentes, que isto é coisa que não se vê todos os dias!

      Eliminar
  7. Bem... eu ando o ano todo num tom pálido, como se andasse sempre doente. Portanto, transparente não é mau de todo... digo eu! :p

    Beijinho ;)

    ResponderEliminar
  8. AHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHA!!!! Opá, mataste-me!! Eu também sou quase transparente, deixa lá. A diferença é que sou morena no cabelo :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também sou morena no cabelo, mas pinto-o de louro. Agora até estou outra vez com o cabelo castanho, mas pormenores :P

      Eliminar
  9. brutal :)

    Só tu com uma imaginação dessas ehehehehehehh

    xi- coração

    ResponderEliminar
  10. Eu também sou branca como tudo, detesto!! Em miúda até me chamavam Branca de Neve tal não era a coisa... mas enfim, no Verão consigo ficar com uma cor bastante jeitosa, adoro :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Branca de Neve, copo de leite, "tomas banho em lexívia", essas coisas. Eu não detesto, mas que faz falta vitamina D, faz lol

      Eliminar
  11. Eu sou assim... pálida, bastante pálida!E como se não bastasse, nosso senhor que está no céu, achou que a palidez não era suficiente e adicionou-me olheiras daquela escuras! Por isso sou obrigada a usar corrector e blush para me dar alguma vida...é que no meu estado normal sou muito semelhante a uma morta-viva, podia perfeitamente fazer de vampira sangue-suga no Crepúsculo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. lololololol o que eu me ri agora contigo! Vá, eu olheiras tenho mas nada de extraordinário :P

      Eliminar
  12. hahah o que eu me ri =P

    Olha eu também estou quase a atingir um nível de palidez extrema... Mas noto as marcas, BEM definidas, do bikini..

    Já não fico assim tão transparente como antes. Boa! =P

    Beijocas

    ResponderEliminar
  13. Epa deixa lá, ainda bem que somos pálidas, haja diversidade, sou branquinha e isso não me incomoda minimamente... Ok quando vem aquela tia de férias e diz "ai filha estás tão branquinha, coitadinha, estás doente?" quer dizer a mim não me incomoda, mas pelos vistos aos outros sim :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mim também não me incomoda ser branquinha, ar de doente é que já não acho tanta piada. Mas chateia-me mesmo é virem perguntar se eu estou doente. Tipo, ya, já morri e ninguém me avisou... bah!

      Eliminar
  14. eu sempre tive pele bem clara, e como gosto pouco de praia nao ha muito a fazer.

    qando tenho crises de psoriase sou obrigada a tomar suplementos de vitamina D e apanhar sol, e so nessas alturas e q ganho uma corzinha :)

    ResponderEliminar

Gambuzinem