quarta-feira, março 27, 2013

Karina, a comilona

Se há algo capaz de transformar a alegria, paz e harmonia numa autêntica crise bélica pior que a crise dos Mísseis de Cuba, é sentir que tenho fome. Os sintomas são muito idênticos aos de um bebé esfomeado: fico birrenta, inquieta, com mau feitio e se for preciso faço beicinho e fico com olhos de carneiro mal morto. A grande diferença entre eu ter fome e qualquer outro bebé é que eu já sei falar, por mal dos pecados de quem esteja ao meu lado.

É claro que não fico assim mal comece a sentir um "buraquinho" no estômago. Nessa fase, ainda sou uma pessoa bastante tolerável. O problema é quando o estômago começa a comer os rins, tal o tamanho da minha fome. Aí sim, viro num bicho raivoso. O melhor é não falarem muito comigo, nem ouvirem as parvoíces que eu sou capaz de dizer nessas alturas. Nessas alturas, o meu objectivo principal é encontrar alimento e nada nem ninguém me detém. Aqueles que se ponham à minha frente, são derrubados sem dó nem piedade. Nem o mais difícil dos obstáculos será desculpa que me faça vacilar.

Ainda hoje, passados dois anos, vem à baila um certo fatídico dia na Ilha Madeira em que só começámos a almoçar depois das 15h30. A fome era tanta que eu já nem falava com ninguém, já espumava, já quase chorava. E agora, sempre que comento que estou a começar a ficar com fome, há sempre uma voz reaccionária que traz esse episódio à baila com medo de morte que eu volte a transformar-me naquela espécie rara de monstro esfomeado.

Mas tão depressa fico assim, como volto ao meu estado normal. É só darem comidinha. E nessas alturas, se eu tivesse cauda como os cães, também a sacudia de felicidade.


12 comentários:

  1. Ahahah, fazes-me lembrar eu há uns anos atrás, ficava doida se não comia. Agora já aprendi a controlar-me e a esperar pacificamente pela hora de comer. Mesmo que seja tarde.

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, hoje em dia também estou um bocadinhoooo melhor... mas mesmo assim, fico muito rabugenta!

      Eliminar
  2. LOL finalmente alguem que me compreendeee paaa!! É que eu sou igualzinha, tendo eu fome fico pralá de impossivel!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Hihihih tal e qual, tal e qual! Muito bom:)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Eu também sou assim, mas porque o trabalho assim o obriga, tenho de passar muitas horas sem comer uma refeição de jeito (aulas, aulas e mais aulas e o tempo não estica...) e acabo por ir petiscando aqui e ali, mas parece que tenho sempre fome... Acho que até estou mais gorda por causa disso! Só me apetece comer bolachas e essas porcarias:(

    ResponderEliminar
  5. Obrigada, obrigada por me entenderes. Sou tal e qual. Mas também fico assim se tiver vontade de fazer xixi e não existir nenhuma casa de banho perto. É que começo a ficar de tal maneira chata que sou impossível de aguentar.

    ResponderEliminar

Gambuzinem