sexta-feira, maio 24, 2013

Dos jovens e a violência no namoro

Por muito que eu tente descobrir o porquê e o como, e acreditem que eu tenho meditado sobre isto, a verdade é que não consigo entender como é que hoje em dia, em pleno século XXI, num país supostamente não de terceiro mundo em que a informação é, cada vez mais, de fácil alcance, jovens adolescentes acharem normal violência entre o namoro, assim como humilhar, controlar e mandar no/a namorado/a. Isto, pura e simplesmente, não me entra na cabeça.

Lembro-me de ter 17 anos e de andar de beiços por um rapaz e ele por mim. Era assim uma espécie de namoro. No dia em que ele tentou controlar-me, eu não admiti e dei-lhe com os patins. Sempre entendi que as únicas pessoas que tinham o direito de me controlar seriam os meus pais, mais ninguém.

E com isto, a única conclusão a que eu chego é que estes jovens não devem ter uns pais que os oriente. Muitos deles, provavelmente, até acham isso porque é o exemplo que têm em casa. Não me venham dizer que é dos filmes ou dos vídeo-jogos ou das músicas. Eu cresci a ver filmes de acção, a jogar jogos de guerra e com 12 anos achava os Backstreet Boys fatelas e Nirvana e Marilyn Mason é que eram! E sou uma pessoa contra a violência.

Acho que quando uma relação chega perto a esse ponto de controlo e de humilhação, a relação já não tem grande reparação. Se chegar à fase violenta é completamente irreparável, sem retorno. E tenho pena destes jovens que acham que a violência é a solução, assim como sinto revolta por durante anos e anos mulheres e homens de todo o mundo lutarem contra a violência doméstica e agora ver toda essa luta de certa forma banalizada pelas novas gerações.


33 comentários:

  1. realmente, também não entendo!!! :S

    ResponderEliminar
  2. Também não consigo perceber, e muito menos explicar. É verdade que a grande maioria das miúdas de hoje em dia, entre os 15 e os 20 anos, se deixam controlar pelo "macho". Não sei de onde vem essa ideia. Tantos anos de luta para nada, dá mesmo vontade de baixar os braços. Mas depois vejo que as miúdas inteligentes não se deixam controlar por um rapaz, mesmo que gostem muito dele. Ainda há esperança. Esperemos que as inteligentes consigam abrir os olhos às outras de cabeça oca :S

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, espero o mesmo senão vamos ver isto retroceder umas décadas :/

      Eliminar
  3. Concordo totalmente contigo. Eu acho que os homens só fazem aquilo que as mulheres deixam que eles façam e vice-versa.

    www.semjeitonenhum.com

    ResponderEliminar
  4. concordo plenamente, acho que isso é ridiculo numa relação

    ResponderEliminar
  5. Concordo contigo. É coisa que também não compreendo e nunca aceitaria!

    ResponderEliminar
  6. Não sei o que isso é, não compreendo e desprezo, totalmente...

    (adoro o novo visual):)

    ResponderEliminar
  7. Também concordo. Acho que é assim que deve ser. Nada de violência, já nos basta a crise e os outros problemas da vida.

    PS- Upsss apaguei o teu coment sem querer.

    ResponderEliminar
  8. Concordo com tudo o que disseste. E quem se deixa viver numa coisa assim não vive uma relação, vive uma dependência... jamais!

    ResponderEliminar
  9. Meu deus, é triste de facto. Concordo em absoluto, inaceitável!

    ResponderEliminar
  10. Concordo totalmente contigo. Seria impensável viver uma relação violenta, sem respeito nem amor, amor verdadeiro (que violência para mim nunca será amor).Mas os jovens de hoje parecem achar isso normal ou uma parte integrante do namoro. Também não entendo e faz-me imensa confusão.


    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem vive uma relação destas não tem qualquer pingo de amor próprio... é muito triste isto!

      Eliminar
  11. Concordo contigo e, de facto, a única explicação que vejo para isso é a falta de orientação em casa e casos idênticos muito próximos. De outra forma não acredito que alguém se deixe submeter assim. Porque a violência a sério só começa porque a vítima mostra medo e sujeição. Infelizmente
    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A partir do momento em que a vítima aceita uma ameaça que seja, sujeita-se a algo ainda pior... não consigo compreender é como se sujeitam!

      Eliminar
  12. Concordo. Também não consigo perceber isso.

    ResponderEliminar
  13. Penso nisso tantas vezes...e a conclusão a que chego é que para muita gente deve fazer sentido "quanto mais me bates mais eu gosto de ti!" só pode! Se o meu namorado me levantasse a mão levava logo com uma frigideira na cabeça lol.

    Gosto do novo look, muito :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahah oh yes, se não fosse a frigideira era a primeira coisa que me viesse parar às mãos :P

      Obrigada :)***

      Eliminar
  14. Concordo e também não entendo. Tão mau é quem exerce a violência, como o é quem a sofre e não faz nada...

    ResponderEliminar
  15. Acho que os miúdos anda loucos...

    Http://styleloveandsushi.blogspot.com

    ResponderEliminar
  16. depende dos casos..
    tu tiveste discernimento suficiente para dizer basta.
    eu por exemplo fui manipulada de tal maneira q nem dava conta de nada.
    é um ciclo q te posso explicar

    ResponderEliminar

Gambuzinem