quarta-feira, outubro 15, 2014

Essa coisa feia chamada de inveja


Está uma pessoa num minuto a ver uma foto da Jessica Athayde de biquini e a pensar "Uhhhhh, que corpaço! Vou imprimir e colar no frigorífico ao lado da foto das pernas boazudas da minha amiga Kiki, e quando quiser guloseimas vejo as fotos e vou masé beber um batido de proteínas e correr para o ginásio!", e noutro minuto está a ler as mil e uma críticas, que não é modelo e nem tem corpo para modelo, que tem celulite, que é feia, com uma barriga flácida, pernas que parecem troncos isto e aquilo. Quase fazem dela a irmã mais nova de Quasimodo. Mulheres, na sua grande maioria, a criticarem-na. Pois claro.
Sinceramente, não entendo - nem quero entender - como é possível criticá-la quando ela, a meu ver, representa um universo feminino saudável, com curvas e saudável. Portanto: um corpo bonito a contrastar com aquele universo de corpos escanzelados e anorécticos que por norma costuma deambular pelas passerelles e que é tão criticado pela grande maioria por não representar a generalidade da mulher real (critica porque tem cão, critica porque não tem cão). Isto porque para mim a mulher real não é aquela que come uma folha de alface e mesmo assim está, cinco minutos depois, de joelhos para a sanita e com os dedos na garganta para vomitar. Mulher real, para mim, não é aquela que passa fome.

Mulher real, para mim, é aquela que, sendo gorda ou magra ou assim-assim, não passa fome, que come (de forma saudável ou nem por isso), que se olha ao espelho e reconhece os seus pontos mais fracos mas também vê o que tem de melhor. Mulher real é tanto aquela que já por natureza tem curvas e não tem medo de as mostrar, como aquela mais magra que também sabe aproveitar o corpo que tem.
E agora dizem: ahhh Karina sem acento, estás a dizer isso mas tu também andas agora no ginásio. E eu digo: pois ando, para ser mais saudável, não anoréctica. E por causa dos problemas que tenho de coluna e da falta de massa muscular, mas isso são para outras núpcias.

Até digo mais: para mim, modelo são todas aquelas que se sentem bem na sua pele - e não me parece que uma pessoa mal nutrida se sinta bem consigo própria. Falo por mim que sou a pessoa mais rabugenta do universo e arredores se tiver fome.

13 comentários:

  1. Acabei de comentar sobre isto no blog da pipoca mais doce, e também digo isso, quem critica é porque tem inveja. Eu até não conheço o trabalho desta miúda enquanto actriz, mas acho ela gira e tem um corpo fantástico. Se gostasse de mulheres, acho que ia sentir cócegas no pipi só de olhar para a foto ;)
    http://coeurdartichautbyannabelle.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Eu ainda não entendi onde raio é que ela tem ali algum defeito, mas pronto.. a inveja é mesmo mesmo muito feia !
    Enfim..

    ResponderEliminar
  3. As pessoas que tanto têm criticado o corpo de Jessica Athayde falam para ser ouvidas, para ser lidas e para a concretização deessa finalidade, entendem que vale tudo...

    ResponderEliminar
  4. A inveja é muito feia mesmo! Pessoas com mentalidades pequeninas, é claro!

    ResponderEliminar
  5. Olá KArina, inveja im«nveja é o que eu acho,
    uma pergunta está a resultar é que eu tenho o mesmo problema, falta de massa muscular nas costas e consequência disso problemas na coluna.
    obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só lá ando há uma semana, por isso não te consigo ainda dar uma resposta mais concreta. E o que eu devia mesmo fazer era natação mas isso é que eu não gosto mesmo. No entanto, posso dizer que me tenho sentido bem. Com a humidade (que é coisa que não falta aqui na Irlanda), sinto sempre dores nos braços e nas costas e não me tem doído tanto. O certo é que ficar parada é que não ajuda nada :)

      Eliminar
  6. Digo o que todos disseram: inveja. Mais nada.

    ResponderEliminar
  7. E a resposta que a Jessica deu às haters no seu blog? Subiu muitos pontos na minha estima, digo-te já. Quem me dera estar gorda como ela caraças...

    ResponderEliminar
  8. Não podia concordar mais. O corpo da Jessica é bem bonito e é uma pena que as modelos de passereles tenham que ser mais magras e não possam ter um corpo mais ou menos com o dela porque ultrapassa os limites que eles estabelecem. São injustiças deste mundo. O pior de tudo é todas as críticas serem feitas por mulheres. Eu própria gosto do meu corpo mas admito que a minha barriga é um erro e tem de ser solucionado. E é o que ando a fazer.
    Quer me julguem ou não, o corpo é meu e sou eu que trato dele. Se o quero ter tonificado e saudável tenho.

    ResponderEliminar
  9. Subscrevo! Opá eu quando a vi fiquei do tipo "puta, puta, puta, gira que dói, a puta!" e depois vi que andavam a dizer que ela tinha de perder peso. Enfim, que mundo triste...

    ResponderEliminar
  10. Mas a sacana da moça é gira e boa com'ó milho. O que se passa com esta gente???

    ResponderEliminar
  11. tenho estado a ver isso no fb e nalguns blogs, ainda não percebi o frenezim... ela é uma mulher bonita e confiante. Não percebo...

    ResponderEliminar

Gambuzinem