segunda-feira, fevereiro 16, 2015

A boa acção do dia

Na semanada passada andei dois dias numa investigação minuciosa ao tentar descobrir o dono de um iPhone que Sr. Gambuzino tinha encontrado perdido num carrinho de supermercado. Ao ver o telemóvel sozinho e desamparado, telefona-me a perguntar o que eu achava que ele devia fazer. Recordando da vez em que eu perdi um telemóvel numa sala de cinema, na última sessão, e em que o mais provável foi algum empregado de limpeza o ter visto e decidido ficar com ele, disse ao Sr. Gambuzino para trazer o bicho com ele que nós havíamos de descobrir a quem pertencia.
O desafio não foi fácil: o telemóvel estava bloqueado com password, não tinha ligação à internet por isso o Siri não funcionava e ao ligar ao iTunes não dava para fazer nada porque era necessária a password. Ninguém tentou contactar aquele número e ainda coloquei o cartão sim no meu telemóvel para ver se tinha alguma contacto guardado mas não. Tudo o que fazia para tentar descobrir a quem pertencia, era em vão. Cheguei a procurar em vários fóruns se havia alguma maneira para desbloquear a password mas as únicas formas minimamente viáveis faziam com que tudo o que estivesse no telemóvel fosse apagado - não me valia de nada, portanto, ir por esta via.
Às tantas lembrei-me que ao ligar ao iTunes, a única coisa que tinha aparecido era o nome da pessoa. Fui ao facebook e, felizmente, só existiam duas pessoas na área de Dublin com aquele nome. Abro um dos perfis e vejo que a fotografia de perfil era extremamente parecida à fotografia do ecrã do telemóvel. Enviei logo uma mensagem a perguntar se por acaso tinha perdido um telemóvel. Passada uma hora, estava a pessoa a responder a dizer que sim, que de facto tinha perdido o telemóvel. Coincidência das coincidências, a pessoa trabalha no mesmo sítio que Sr. Gambuzino mas em departamentos diferentes. Estava tão contente e grata por ver o telemóvel de volta que ainda nos ofereceu uma caixa de chocolates de uma famosa (e cara) chocolataria de cá.

Agora perguntam vocês se nunca me passou pela cabeça ficar com o telemóvel. Claro que passou, principalmente depois de passar horas e horas a tentar saber de quem pertencia e sempre tudo em vão. Mas não me parecia bem. Achava tão pouco correcto ficar com algo que não era meu, que não tinha sido eu a pagar ou que não tivesse sido oferecido a mim que às tantas já começava a imaginar a polícia de intervenção chegar aqui a casa, a derrubar a porta a pontapé e a levar-me presa para uma cela fria, húmida em que a sanita era um balde de plástico velho, caso decidisse ficar com o telemóvel.
Dizem que achado não é roubado. Mas gosto mais do "não faças aos outros aquilo que não gostaria que te fizessem a ti". E eu não gostei que em tempos tivessem ficado com o meu telemóvel, achei um golpe muito baixo. Por outro lado, soube muito bem agir bem.

Bons samaritanos, nós!

9 comentários:

  1. Boas acções são sempre bem vistas e correu lindamente* Agora, quando vos acontecer algo, de certeza que essa pessoa estará disponível para vos ajudar :)

    ResponderEliminar
  2. e fizeram muito bem .. se eu perdesse o telemóvel também queria que me tentassem encontrar ...
    :) Parabéns pela atitude!

    ResponderEliminar
  3. Que ação tão linda! :D parabéns, nem toda a gente o faria! Adorei mesmo a vossa ação! Pessoas assim precisam-se mais neste mundo!

    ResponderEliminar
  4. O CSI está a perder um grande talento...mas fizeste uma boa acção e isso é que importa!!

    ResponderEliminar
  5. Até fiquei sensibilizada! Estiveram mesmo, mesmo bem! Lembro-me sempre de estar a jantar na praça de alimentação de um shopping, e de me levantar e deixar o tlm na mesa. Dei 10 passos, e voltei para trás já lá não estava!!! Fiquei fula, e tinha a certeza que a pessoa que ficou com ele me estava a ver. Senti-me descrente das pessoas. Pois imediatamente o meu namorado ligou para tlm e já estava desligado. Ou seja, foi mesmo má fé. :(

    ResponderEliminar
  6. Sou sempre fiel a essa velha máxima de "não faças aos outros...", costuma ser o anjinho bom no meu ombro que me impele para fazer o mais correcto. ;)
    Ainda bem que essa história teve um final feliz.

    ResponderEliminar
  7. A boa ação do dia. Se fosse eu a perdê-lo, gostava que fosse encontrado por uma pessoa boa como tu :))

    ResponderEliminar
  8. És mesmo boa samaritana! :)
    Acredito que te tenhas sentido muito bem contigo mesma! Beijinho*

    ResponderEliminar

Gambuzinem