quinta-feira, junho 09, 2016

Como quase cheguei à hipotermia

Cheguei à conclusão (da pior maneira) que cabelo curto, para mim, não é compatível com esta terra (semi) polar. Rapei demasiado frio durante este último inverno só pelo simples facto de ter o pescocinho e orelhas desprotegidas, sem cabelo a tapá-los. E não usavas cachecóis e gorro?, perguntam. Claro que usava, eram a minha salvação. Mas convinhamos que cabelo curto e gorro também não são muito compatíveis por dois simples factos: primeiro, enquanto usava gorro, parecia doente, sem um fio de cabelo à vista; segundo, quando o tirava, os efeitos da estática. Basicamente, voltava a parecer a punk que era quando nasci, com os cabelos todos espetados no ar.
Ora portanto, voltar a deixar crescer o cabelo (damn it, é tão mais prático ter o cabelo curto e tem tão mais a ver comigo). Cabelo esse que estava mesmo curtinho. Pixie style. E que agora está só estranho... 

Haja paciência.

5 comentários:

  1. loooool... há uma diferença substancial nos cortes, sim :p

    Agora muita paciência para ele crescer, mas quando reparares já está e o frio foi-se ;)

    ResponderEliminar
  2. Ahah, morri com as imagens! Eu também gosto mais de cabelo "curto", mas acho que não o usava num clima frio.

    ResponderEliminar
  3. Eu já tive o meu cabelo cortado até à linha do queixo e apesar de ter gostado, não o volto a fazer pois como o tenho um cabelo cheio de manias, ele nunca ficava como eu queria. Ele agora está um pouco abaixo dos ombros e estou a deixá-lo crescer. O objectivo é voltar a tê-lo pelo meio das coisas como há dois anos *.*

    Cátia ∫ Meraki

    ResponderEliminar
  4. As imagens são qualquer coisa ahaha.
    Tens de arranjar uma forma de fazer o cabelo curto funcionar nesse frio :p

    ResponderEliminar
  5. Yap.
    Essa fase do cabelo a crescer é terrível... nada fica bem até chegar a um comprimento aceitável.

    ResponderEliminar

Gambuzinem