quinta-feira, fevereiro 02, 2017

A história da minha vida: filas de espera

Tiro a senha e vejo que tenho dois quatriliões de pessoas à minha frente. Tudo bem, há que ter paciência e esperar, é mesmo assim. Além do mais, as caixas estão todas abertas e a funcionar, não há-de ser muito mau.
Pois não, isto até está a andar bem. Há gente a desistir e a ir embora...
Passadas duas horas e quarenta e três minutos parada no mesmo sítio: olha que bom, já só tenho 6 pessoas à minha frente.
Boa, boa, boa, já só faltam duas, num minuto sou chamada.
Sou a seguir!
Bolas... isto parou... ficou empacado!
Credo... sempre assim... s-e-m-p-r-e!
Estou a criar raízes aqui....

Ahhh finalmente! Sou eu!

*Vozinha vindo do fundo*

Olhe, desculpe, deixei passar a minha vez, sabe, havia tanta gente há minha frente e eu aproveitei para ir a casa fazer o almoço, e um pouco de jardinagem, e umas comprinhas... mas ainda estou dentro da tolerância que dão...

Eu:

7 comentários:

  1. Oh, por favor! Há pessoas sem a mínima noção das coisas.

    ResponderEliminar
  2. Nem sei se dá vontade de rir ou de meter as mãos na cabeça e dizer: socorro!

    ResponderEliminar
  3. A sério! Não sei se teria deixado passar...

    ResponderEliminar
  4. Sinto a tua dor...tenho karma partilhado contigo.
    É vontade de entrar de bazuca nos sitios com espera só para que as pessoas se assustem e fujam todas.

    ResponderEliminar
  5. acho que pior que isso só mesmo os que deixam passar a vez e depois metem-se à frente sem avisar e quando chamamos a atenção ainda ficam tipo virgens ofendidas. bahhhhh

    ResponderEliminar
  6. Para essas pessoas: temos pena. Se uns têm que aguentar lá à espera da sua vez, quem se pisga, danou-se. Deixou passar? Oh. Estivesse lá!

    ResponderEliminar

Gambuzinem